Valtteri Bottas, F1, Mercedes, Fórmula 1 2019, F1 2019, Fórmula 1, Barcelona

O ponto pela volta mais rápida e o novo jogo de equipe na F1 2019

Faltando menos de uma semana para o GP da Austrália, a F1 anunciou nesta segunda-feira, dia 11, uma importante nova regra para a temporada 2019: o piloto que marcar a melhor volta de cada prova ganhará um ponto extra.

O único requisito é que o competidor termine a corrida entre os dez primeiros para ficar com o bônus. A ideia ao não liberar o ponto extra para todo o grid é evitar que as equipes menores desistam da prova nos giros finais e se concentrem apenas em tentar cravar a volta mais rápida.

Para ficar com o ponto a mais, a melhor estratégia seria fazer uma parada nos boxes na penúltima volta (quando os carros já estão com pouco combustível e a pista, mais emborrachada), colocando o pneu mais macio no equipamento e até mesmo pedindo para que o companheiro de equipe ande um pouco a frente para causar o vácuo.

Mas não tenha a menor dúvida, apesar de o bônus ser restrito aos dez primeiros, em algum momento pilotos e equipes vão adotar a tática do parágrafo anterior.

E como isso é possível sem abrir mão do resultado final? A situação mais comum é com o chamado pit-stop extra. Isto é, quando um piloto já tem uma vantagem suficiente para o carro que vem atrás dele para fazer a parada nos boxes sem perder a posição.

Como na última temporada havia uma diferença de desempenho muito grande entre Mercedes, Ferrari e Red Bull em relação ao restante do grid, caso a vantagem se mantenha em 2019, dá para imaginar que o último colocado entre os representantes desses times (o sexto de uma corrida sem abandonos) faça o pit-stop extra. Quer dizer, sem o risco de cair para sétimo, poderá entrar nos boxes no penúltimo giro, colocar o pneu mais macio e acelerar rumo ao ponto da melhor volta.

Novos jogo de equipe na F1 2019

Agora, vamos dizer que em uma determinada corrida Lewis Hamilton seja o líder e tenha feito a melhor volta até então. A segunda posição é de Sebastian Vettel, e Charles Leclerc aparece em terceiro.

Nesse cenário, a Ferrari poderia sacrificar a corrida do monegasco e chamá-lo aos pits, mesmo que significasse perder posições para Max Verstappen, Valtteri Bottas e Pierre Gasly. O objetivo seria, com pneus mais novos, Leclerc registrasse a melhor volta da corrida, evitando que Hamilton ganhasse o ponto extra e, portanto, ajudando Vettel na luta pelo título.

Da mesma forma, seria possível pensar que a Mercedes adotaria a mesma estratégia, mandando o finlandês abrir mão de seu resultado na pista e impedir que Vettel ganhe o bônus da volta mais rápida.

A dúvida aqui não é se as equipes grandes vão adotar essa tática de tirar ponto uma da outra. Mas, sim, quando elas começarão a fazer isso. Será que vão esperar a temporada andar, e os favoritos ao título serem definidos? Ou então vão preferir sacrificar seus segundos pilotos desde a abertura do campeonato, neste fim de semana, para evitar qualquer chance matemática de o título escapar no fim do ano?

Para evitar esse cenário que o segundo piloto de cada time tenha seu resultado comprometido, o melhor era que o bônus valesse para todos os 20 pilotos, independentemente da posição de chegada.

Isto é, em vez de a Ferrari sacrificar Leclerc, poderia pedir para que Haas ou Alfa Romeo é que fossem atrás do ponto extra na volta final, e o mesmo acontecendo com Racing Point e Williams, no caso da Mercedes.

Com os resultados das corridas podendo ser manipulados dessa maneira, talvez seja questão de tempo para que o ponto por volta mais rápida em breve se junte à pontuação em dobro na última corrida de temporada e para o treino classificatório que elimina pilotos a cada dois minutos nas novidades que logo foram abolidas.

Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo, F1, Fórmula 1
Seria melhor equipes satélites, como a Alfa Romeo, servirem de sacrifício em busca do ponto de volta mais rápida na F1 2019 – foto: alfa romeo/divulgação

Abaixo você pode clicar nos links em azul para ver sobre os novos carros da F1 2019:
> Ferrari SF90
Haas VF-19
Toro Rosso STR14
Mercedes W30
Alfa Romeo C38
Red Bull RB15
> McLaren MCL34
> Racing Point RP19
> Williams FW42
> Renault RS19
> Guia F1 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s