Treinos dos novatos da Super Formula 2018

Principal categoria de monopostos do Japão, a Super Formula realizou nesta semana dois dias de testes, em Suzuka, em meio a um movimentado mercado de pilotos que deve atingir a maior parte das equipes na próxima temporada.

A principal novidade é a ida do atual campeão, Naoki Yamamoto, da Mugen para a Dandelion, ambas clientes da Honda.

Na nova casa, o bicampeão não terá vida fácil. Seu companheiro será Nirei Fukuzimi, que retorna ao Japão após passar as últimas três temporadas correndo de GP3 e de F2 e foi o mais rápido nos testes em Suzuka, ao registrar o tempo de 1min36s912.

Fukuzumi foi 0s192 mais veloz que Kazuki Nakajima, da TOM’S. Em 2018, a principal escuderia da Toyota, sentiu a falta de André Lotterer, que se transferiu para a Formula E, e foi apenas a sexta colocada entre os times.

Substituto do germânico, James Rossiter nem sequer pontuou e deverá ser substituído por Nick Cassidy, vice na última temporada e 12º nos treinos em Suzuka. No outro carro, Nakajima deverá ser mantido.

Tomoki Nojiri, que faz o caminho oposto de Yamamoto, passando da Dandelion para a Mugen, foi o terceiro mais veloz, seguido por Yuji Sekiguchi, veterano da Impul, única equipe que deverá manter a dupla de pilotos intacta no próximo ano.

Kamui Kobayashi foi o quinto. A expectativa é que o ex-F1 renove com a KCMG e tenha um companheiro na próxima temporada. Desde que estreou na Super Formula, o time de Hong Kong alinhou um único carro.

Em uma atividade na qual os pilotos da casa ocuparam dez dos onze primeiros lugares, o espanhol Alex Palou, pela Nakajima, foi o melhor estrangeiro e também melhor estreante. Ele já havia sido especulado na Super Formula em 2018, mas preferiu retornar à Europa, onde defendeu a Hitech na F3 Euro.

Ryo Hirakawa, no segundo carro da Impul, fechou em sétimo, seguido por Yamamoto, em sua primeira aparição pela Dandelion.

Nono colocado, Kenta Yamashita é um dos principais nomes disponíveis no mercado. Ele tem proposta para continuar na Kondo – mesma equipe pela qual Cassidy foi vice – ou para se transferir para outra escuderia, com a Inging aparecendo como uma das interessadas.

Falando na Inging, o time veio logo em seguida na tabela de tempos, com o bicampeão Hiroaki Ishiura fechando o grupo dos dez primeiros e tendo sido menos de 0s1 mais rápido que Sho Tsuboi, que dominou a temporada da F3 Japonesa, terminando todas as corridas em primeiro ou em segundo.

Pilotos estrangeiros costumam ter dificuldade no primeiro treino no Japão, principalmente por não conhecerem a pista, o carro e ainda precisarem enfrentar a barreira do idioma. Depois de Palou e Cassidy, o melhor na classificação foi Dan Ticktum, atual bicampeão do GP de Macau de F3.

Depois de participar de algumas etapas da Super Formula neste ano, o britânico já foi confirmado pela Red Bull que fará a próxima temporada completa pela Mugen, em busca dos cinco pontos que faltam para ele conquistar a superlicença, documento necessário para correr na F1.

O outro piloto da fabricante de energéticos será Lucas Auer, sobrinho de Gerhard Berger e que ficou sem emprego depois que a Mercedes decidiu deixar o DTM. O austríaco competirá pela B-Max, equipe parceira da germânica Motopark, mas qualquer aspiração de repetir o tio na principal categoria do automobilismo mundial deve esbarrar justamente na falta da superlicença.

Destaque ainda para Harrison Newey, filho de Adrian Newey, projetista da Red Bull, dono do 17º tempo ao dividir o carro da B-Max com Auer. Essa pode ser a volta do britânico aos monopostos após passar a atual temporada competindo em provas de longa duração.

Quem também esteve no Japão, mas não participou dos testes foi Pietro Fittipaldi. O brasileiro busca uma vaga na categoria no próximo ano. Como também será piloto de testes da Haas na F1 em 2019, a Super Formula, com apenas sete etapas, é um bom caminho para ele, uma vez que diminui a chance de conflitos de data com a principal categoria do automobilismo mundial – o que a Haas agradece.

Lembrando que pilotos e equipes testaram em Suzuka com o carro antigo, já que a Super Formula terá um novo equipamento em 2019. No entanto, os participantes puderam experimentar os pneus que serão usados na próxima temporada.

Confira abaixo os tempos da Super Formula em Suzuka:

sf suzuka

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s