Por que Alonso e Indy não deram match para 2019

A F1 é que esteve nos EUA na última semana, mas na McLaren o principal assunto foi a Indy. A equipe britânica aproveitou a passagem por Austin para colocar um ponto final nas chances de fazer parte da categoria americana em 2019.

Em seguida, foi a vez de Fernando Alonso dizer que não pretendia disputar a temporada completa da Indy no próximo ano – embora a tendência é que ele participe das 500 Milhas de Indianápolis, última vitória que falta para a conquista dda chamada Tríplice Coroa.

Não dá para dizer que as declarações do piloto espanhol e da cúpula da McLaren foram uma surpresa. Nos últimos meses, alguns indícios já apontavam que Alonso e a Indy não dariam match para 2019. Confira eles abaixo:

1) Gil de Ferran na F1. Por causa dos maus resultados neste ano e o carro com desempenho muito abaixo do esperado, Eric Boullier foi demitido, no começo de julho, da função de chefe de equipe da McLaren na F1. Para seu lugar quem acabou promovido foi Gil de Ferran, cuja função era avaliar a ida para a Indy. A mudança no cargo do ex-piloto brasileiro já indicava que a prioridade da escuderia é a principal categoria do automobilismo mundial.

2) O carro da Indy não agradou. Segundo a revista alemã Auto Motor und Sport, o teste que fez em Barber, em setembro, não deixou o espanhol animado para a transição para os EUA. Alonso teria dito que o equipamento da categoria americana é muito devagar – tomaria 10s de um F1 por volta – pesado e sem direção hidráulica.

3) Veto da Honda. A montadora japonesa não se esqueceu das constantes reclamações feitas pelo espanhol aos seus propulsores, na época em que os fornecia para a McLaren. Em uma das mais humilhantes, Alonso disse que eles eram tão potentes quanto os da GP2.

Como na Indy a Honda fornece os motores da Andretti – equipe pela qual o espanhol disputou as 500 Milhas do ano passado -, a fabricante teria vetado a contratação do bicampeão da F1. Há ainda o agravante de Alonso defender a Toyota, maior concorrente da empresa japonesa, no WEC.

4) Polêmica na Harding. Uma alternativa para driblar o veto da Honda era correr pela Harding, que se tornou uma espécie de time B da Andretti, com motores Chevrolet.

Só que outras escuderias da Indy reclamaram que o time de Michael Andretti levaria vantagem por, devido à parceria, ter acesso aos motores Chevrolet e Honda ao mesmo tempo. O impasse, aliás, continua. Tanto que no anúncio de Colton Herta e Pato O’Ward como novos titulares da equipe satélite não houve nenhuma palavra sobre quem será a fornecedora.

Por enquanto, a tendência é que o espanhol só corra as 500 Milhas em 2019 e pense em disputar a temporada completa da Indy a partir de 2020.

Um dos motivos  é que o contrato da Andretti com a Honda termina no fim do ano que vem, abrindo caminho para o time eventualmente assinar com a Chevrolet e trazer o espanhol.

E esse também pode ser o tempo que a McLaren precisa para se reorganizar na F1 e decidir expandir para os EUA, embora a reformulação, com Gil de Ferran, Lando Norris, James Key e Carlos Sainz Jr, esteja apenas começando.

Independentemente do que decidir fazer em 2019, é um erro Alonso não disputar toda a Indy no ano que vem, caso seu objetivo ainda seja conquistar a Tríplice Coroa. Desde 2002, apenas Dan Wheldon terminou as 500 Milhas em primeiro sem fazer a temporada completa da categoria americana. Mas, na época, ele já tinha sido campeão do certame e com experiência de ter participado de mais de cem provas.

Não que seja impossível repetir o desempenho do saudoso piloto britânico, mas Alonso precisará encerrar um jejum de 17 anos se quiser beber leite em Indianápolis no ano que vem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s