felipe nasr eric curran imsa

Alonso influenciando até a decisão da Imsa 2018

Dá até para dizer que Fernando Alonso – mesmo que indiretamente – vai influenciar a etapa decisiva da temporada 2018 da Imsa, a Petit Le Mans, marcada para o dia 13 de outubro.

É que a corrida vai acontecer no mesmo fim de semana que as 6 Horas de Fuji, do WEC, o Mundial de Endurance, onde o espanhol compete.

Esse choque de datas só houve por causa dele. Era para a prova japonesa ser na semana seguinte, no dia 21, mas foi antecipada para evitar o conflito com o GP dos EUA da F1, marcado para a mesma data.

Como Alonso está disputando as duas categorias nesta temporada, mas a F1 tem a prioridade, caso a etapa de Fuji não tivesse sido adiantada, a Toyota não poderia contar com sua maior estrela justamente correndo em casa.

Só que a troca de data causou o choque de cronograma da etapa do WEC e a Petit Le Mans. Ou seja, pilotos que originalmente fecharam contratos para as duas corridas estão sendo obrigados a escolher participar de só uma delas.

Entre eles está Mike Conway. Companheiro de Alonso na equipe da Toyota no Mundial de Endurance, o britânico estava escalado como terceiro piloto do carro que Felipe Nasr e Eric Curran dividem na Imsa.

Como no caso de Conway o WEC tem a preferência sobre a Imsa, Nasr e Curran vão precisar arrumar um novo parceiro para a Petit Le Mans, prova que pode dar a eles o título de 2018.

Os dois lideram a tabela com 254 pontos, apenas quatro a mais que a parceria formada por Jon Bennett e Colin Braun. Os americanos conseguiram tirar 24 pontos nas últimas quatro etapas e, apesar de correrem por fora, chegam à decisão em melhor fase.

Por isso seria importante que Nasr e Curran pudessem contar com um competidor experiente como Conway na corrida decisiva.

A Core não tem o mesmo problema, já que o terceiro piloto do time é o francês Romain Dumas, fora do WEC nesta temporada.

A equipe Action Express afirmou que Gabby Chaves, da Indy, é o favorito a ficar com a vaga de Conway na corrida final. Ele estreou pela escuderia em Watkins Glen quando substituiu o lesionado João Barbosa no outro carro do time e terminou com a sexta colocação.

Outra opção para a Action Express seria fazer uma troca entre seus trios. Assim, Chaves correria a Petit Le Mans no outro carro e liberaria alguém mais experiente, como Christian Fittipaldi ou Filipe Albuquerque, para se juntar a Nasr e a Curran.

Matematicamente, outras parcerias também têm chances de serem campeãs, mas dependeria de abandonos prematuros da Action Express e da Core, na corrida decisiva, para ficarem com a taça.

Mais times foram prejudicados com a mudança de data. A ESM perdeu Nicolas Lapierre e Olivier Pla para a prova que pode marcar a despedida do time da Imsa e terá como substitutos Timo Bernhard e Antonio Giovinazzi. Já a Mazda é quem está na situação mais complicada, pois um de seus titulares – Harry Ticknell – estará no WEC.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Imsa em Laguna Seca e classificação do campeonato faltando uma única etapa.

fernando alonso wec toyota
Fernando Alonso fez a data do WEC ser alterada e afetou a Imsa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s