Lirim Zendeli é campeão da F4 Alemã 2018

Ainda estamos no começo de agosto, mas a F4 Alemã já tem seu campeão. É Lirim Zendeli, que garantiu matematicamente o primeiro lugar, no último fim de semana, em Nurburgring, com uma rodada de antecipação.

Por estar em seu terceiro ano na categoria, ele já era apontado como o favorito ao título desde a pré-temporada.

E o germânico usou sua experiência para pavimentar o caminho rumo à taça com quatro vitórias nas primeiras cinco corridas do ano. Depois, obteve um triunfo por rodada, chegando aos 292 pontos. Com 75 em jogo na etapa final, significa que ele não pode mais ser alcançado por Enzo Fittipaldi, o vice-líder, que soma 213.

No entanto, o principal adversário de Zendeli durante o ano foi Liam Lawson, estreante na F4 Alemã e que já havia chamado a atenção no fim do ano passado na disputa pela bolsa do programa Road to Indy.

Mas a inexperiência pesou para o desafiante. Ele até começou bem: com três vitórias e outros seis pódios no começo do campeonato. Mas depois enfrentou uma série de problemas, como toques em adversários e pneus furados. Resultado: quando o certame chegou nos momentos decisivos, ele não conseguiu pontuar de forma constante. Nas últimas quatro corridas, marcou apenas oito pontos de 100 possíveis – Zendeli obteve 78 no mesmo período.

Ainda assim, Lawson, de 16 anos de idade, foi o piloto que mais chamou atenção durante a temporada, com um desempenho muito acima do esperado para alguém que estava em sua primeira temporada em solo europeu.

Na comparação com os demais novatos, sobressaiu. Somando todos os outros estreantes – o que inclui o brasileiro Gianluca Petecof e David Schumacher (filho de Ralf Schumacher) – foram uma vitória e outros três pódios. Detalhe: todos em corridas com o grid invertido.

Tanto Schumacher quanto Petecof tiveram desempenho esperado para quem acabou de fazer a transição do kartismo para os monopostos. Vivenciaram altos e baixos no começo da temporada e depois se tornaram nomes constantes na briga pelo top-5.

O brasileiro, inclusive, teve muitos abandonos nesse ano – quatro – além de duas corridas fora da zona de pontos devido a toques ou erros. Se recuperou subindo ao pódio em Nurburgring.

Só que Petecof faz parte da Academia da Ferrari e David Schumacher vem de uma das famílias mais vitoriosas da história do automobilismo, então havia uma expectativa muito grande por resultados em relação aos dois, que acabou não sendo correspondida.

A tendência, agora, é que eles fiquem mais um ano na F4 Alemã e lutem pelo título de 2019.

Quanto a Fittipaldi, o brasileiro foi consistente. Foram nove pódios neste ano até agora, incluindo uma vitória. Por isso ocupa a vice-liderança da tabela, à frente de pilotos como Lawson e Frederik Vesti, que triunfaram mais do que ele.

Voltando a Zendeli, ele se junta a Marvin Dienst, Joey Mawson e Juri Vips como campeões da F4 Alemã. Os três seguiram carreira indo para a F3 Euro, mas apenas o estoniano conseguiu se destacar. Na atual temporada, ele tem uma vitória e ocupa a sétima colocação com uma vitória.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F4 Alemã em Nurburgring, assim como os das principais categorias do esporte a motor no último fim de semana.

Lirim Zendeli US F4 Alemã Adac
Carro de Lirim Zendeli, da equipe US, na F4 Alemã
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s