marcelo hahn allam khodair gt open hungaroring

Ouviram do Ipiranga em Budapeste

Dá para dizer que Hungaroring foi Interlagos neste fim de semana. Na etapa da Euroformula Open e do GT Open, o circuito recebeu diversos pilotos da Stock Car, viu representantes do país vencendo e só deu ouviram do Ipiranga no alto do pódio.

Para começar, falar de Eurofomula é falar de Felipe Drugovich. O piloto paranaense chegou na primeira colocação nas duas corridas disputadas e conquistou uma pole-position. Na outra, precisou ultrapassar, logo na primeira curva, o holandês Bent Viscaal, que havia largado na posição de honra.

Com os dois triunfos – chegando a sete neste ano -, Drugovich soma 204 pontos (de 216 possíveis) e caminha com tranquilidade rumo ao título. Viscaal, com 111, é o segundo, com uma vantagem de apenas seis para Matheus Iorio.

Já a etapa do GT Open teve a estreia de três brasileiros: Daniel Serra, que retornou ao certame após mais de dez anos afastado, Cacá Bueno e Ricardo Baptista, os dois últimos em dupla.

Serra andou em uma Ferrari da equipe americana Luzich, a mais forte da categoria, ao lado de Marco Cioci. O italiano começou bem, conquistado a pole para corrida do sábado. Mas, no começo da prova, caiu para o quarto lugar.

Pela estratégia do time, o brasileiro entraria na segunda metade e levaria vantagem no desempenho ao disputar com os pilotos amadores das outras parcerias. Assim, Serra rapidamente superou a Ferrari de Christian Hook e colou na Mercedes de Valentin Pierburg.

Apesar de o traçado húngaro não favorecer mudanças de posição, Serra foi agressivo e conseguiu tomar a liderança para conquistar a vitória.

No domingo, quem largou da pole-position foi outro piloto da Stock Car: Allam Khodair.

No começo do ano, ele tinha dominado os testes de pré-temporada, mas afirmado que não dava para pensar no título porque compete na divisão Pro-Am, uma vez que seu parceiro, o também brasileiro Marcelo Hahn, é amador.

Neste fim de semana deu tudo certo. Khodair largou na frente e mante a ponta até entregar o carro a Hahn, considerado um dos gentleman drivers mais rápidos da categoria.

Hahn administrou a vantagem aberta pelo parceiro e levou a Mercedes para cruzar a linha de chegada com apenas 1s7 de vantagem para a Lamborghini de Riccardo Agostini e Rik Breukers.

Essa foi a primeira vitória de uma parceria Pro-Am na atual temporada do GT Open. Todos os triunfos anteriores tinham sido conquistados por duplas com dois profissionais.

Hahn é o terceiro colocado na divisão Pro-Am, com seis pontos a menos que os veteranos Miguel Ramos e Fabrizio Crestani.

Já na divisão apenas para amadores, o brasileiro Giulio Borlenghi encabeça a tabela ao lado de seu parceiro, o polonês Andrzej Lewandowski. Os dois, inclusive, triunfaram entre os gentleman drivers neste domingo, quando foram 17º colocados na classificação geral.

E para encerrar o tour da Stock pela Hungria, Cacá Bueno teve um 15º posto como melhor posição.

Fernando Rees, Thiago Marques e Márcio Basso também andaram no GT Open, enquanto Guilherme Samaia e Christian Hahn participaram da Euroformula.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos dos brasileiros em Hungaroring, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial no fim de semana.

Anúncios

Um comentário sobre “Ouviram do Ipiranga em Budapeste

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s