Quem vai correr para a Ganassi na Indy 2019?

Foi uma surpresa quando a revista Racer revelou que a McLaren negocia com Scott Dixon para uma eventual estreia da equipe britânica na próxima temporada da Indy.

Tetracampeão da categoria e atual líder do campeonato, o neozelandês se tornou a bola da vez para o time inglês porque a Honda não está muito disposta a bancar a ida da escuderia para os EUA caso o titular seja Fernando Alonso.

Segundo a reportagem, pesa contra o espanhol todas as críticas públicas que ele fez à Honda nos três anos em que a montadora foi fornecedora da McLaren na F1, sendo que algumas delas foram humilhantes (como dizer que andava com motor de GP2). Também não pegou bem ele ser piloto de fábrica da Toyota – principal concorrente japonesa – no WEC.

Mas caso o titular fosse Dixon, então a Honda toparia pagar pela ida da McLaren para os EUA, até como uma forma de tentar encerrar os anos de seguido domínio da Penske e seus motores Chevrolet.

Como o contrato do neozelandês com a Ganassi termina neste ano, é a melhor chance de outra equipe tentar atraí-lo.

Caso a troca se confirme, a Ganassi é quem poderá entrar em uma crise tremenda. Afinal, o time terá perdido seu principal piloto e não tem ninguém a altura para substituí-lo. O outro carro é pilotado por Ed Jones, britânico que está em seu segundo ano na Indy e ainda não venceu no campeonato.

Inicialmente, o plano da equipe americana era ter Dixon e Brendon Hartley para 2018. Só que Hartley foi chamado pela Toro Rosso, que tinha demitido Daniil Kvyat e emprestado Carlos Sainz Jr para a Renault, e ele acabou liberado pera a F1.

Em uma eventual saída de Dixon, Hartley pode ser lembrado. Afinal, ele só marcou um ponto na atual temporada da F1 e é especulado fora da Toro Rosso talvez antes mesmo do fim deste ano. É a chance de retomar o contato – e o contrato – com a Ganassi.

Para a segunda vaga, a esquadra americana pode manter Jones, embora a Racer aponte como opção Felix Rosenqvist, que já havia testado pelo time e agradado. No entanto, ele precisaria deixar a Formula E se quiser correr nos EUA.

Também seria uma alternativa tentar contratar um dos pilotos da Penske, já que Simon Pagenaud e Will Power têm alternado bons e maus resultados desde que conquistaram o título da Indy, fazendo com que Roger Penske prestasse atenção ao mercado de pilotos. Mas não é muito comum um mesmo competidor andar por essas duas grandes equipes. Foram só dois casos até hoje: Ryan Briscoe e Juan Pablo Montoya.

Ou então a Ganassi pudesse fechar com Alonso e dar o troco na McLaren.

Independentemente do caminho que decidir seguir, a escuderia também vai precisar lidar com o chamado “efeito Nascar”. Isto é, um time que compete nas duas principais categorias dos EUA não costuma ir bem em ambas ao mesmo tempo.

Por exemplo, em 2012, a Penske foi campeã da Nascar com Brad Keselowski, mas naquele ano perdeu o título da Indy para a Andretti (de Ryan Hunter-Reay) e só venceu cinco corridas ao longo da temporada. Era o sexto ano seguido sem levar a taça no campeonato de monopostos.

Já a Ganassi passou a dar mais peso para a Nascar quando percebeu que tinha em Kyle Larson um piloto capaz de ser campeão. Ele estreou na categoria em 2014. Desde então, a Penske venceu o título da Indy três vezes e só perdeu em 2015 – para Dixon – pela regra da pontuação dobrada na última etapa.

E, para tentar afastar a má-fase na Indy, neste ano em que a Ganassi diminuiu de quatro para dois carros. Tem dado certo, com Dixon liderando a tabela. O problema é que os resultados na Nascar é que caíram. Larson ainda não venceu em 2018 e é só o nono na tabela de pontos (o que pouco importa com os playoffs).

Assim, uma eventual saída de Dixon seria mais um obstáculo – talvez o maior de todos – para a equipe se equilibrar entre os dois campeonatos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s