Sergio Sette Câmara na F2 2018

Uma vez li uma reportagem sobre Sergio Sette Câmara que o descrevia assim: “nos seus melhores dias, é capaz de enfrentar de igual para igual qualquer piloto do grid, o problema é que nem sempre ele está nesses dias”.

E é verdade. Por isso quando a questão é quem será o próximo brasileiro na F1, é preciso saber de qual Sette Câmara estamos falando.

É do piloto que largou na pole e lutou com Antonio Giovinazzi pela vitória no Masters de F3 em seu primeiro ano na Europa? Que conquistou três poles em seu segundo ano na F3 Euro? Que duelou pelo primeiro lugar no grid com o até então imbatível Charles Leclerc no treino classificatório da F2 no Red Bull Ring no ano passado? Que se tornou o mais jovem ganhador da história da F2 em Spa-Francorchamps? E que liderou o GP de Macau até a penúltima curva em 2017?

Ou então é do piloto que foi dispensado pelo Red Bull Junior Team em 2016 por não conquistar nenhuma vitória quando a expectativa era lutar pelo título? Do piloto que perdeu as três poles – e outras boas posições de largada – na F3 Euro por trocas de motor e por não ter sido aprovado na inspeção técnica? Que marcava a pole para uma das baterias da rodada tripla da F3 e, horas mais tarde, não ia além do 14º lugar no grid do treino seguinte? Do que largou na última fila em Mônaco e em Hungaroring pela F2? Ou do que bateu três vezes ao longo do fim de semana do GP de Macau, incluindo na penúltima curva, quando liderava?

É essa irregularidade o maior desafio do brasileiro nesta segunda temporada na F2. Para buscar a consistência de resultados, em 2018 ele trocou a mediana MP pela Carlin, uma das gigantes das categorias menores, mas que retorna ao certame em 2018 após um ano de hiato.

Na Carlin, Sette Câmara terá papel de segundo piloto, uma vez que a equipe foi constituída em torno de Lando Norris, reserva da McLaren e atual campeã da F3 Euro.

Não espere jogo de equipe ou ordens para que o brasileiro deixe o companheiro passar. Como segundo piloto, as desvantagens são não ter prioridade no equipamento nem contar com os principais engenheiros. O lado bom é que, como o time é um só, o que der certo no carro de Norris poderá ser usado no de Sette Câmara. E se todas as atenções estarão no britânico, então se o brasileiro for bem, todo mundo vai estar assistindo.

E esse ano é importante, mas não é decisivo para o piloto mineiro. Em maio, ele completa 20 anos de idade, sendo que os principais pilotos costumam chegar à F1 aos 21. Ou seja, ele ainda tem tempo para fazer uma terceira temporada, caso seja necessário, para lutar pelo título. Mas a expectativa para 2018 é que (enfim) pontue constantemente e de preferência brigando por poles, pódios e vitórias.

Ainda sobre a dupla da Carlin, há um ponto em comum: ambos são a principal esperança de seus países de ter um piloto na F1.

No caso do Brasil, a situação é mais urgente, já que o país ficou sem um piloto no grid pela primeira vez desde a década de 1970 com a aposentadoria de Felipe Massa, no fim do ano passado.

Mas o momento não é tão diferente no Reino Unido. Com a demissão de Jolyon Palmer da Renault, Lewis Hamilton é o único britânico na F1. Não que ele deva deixar a categoria em breve. Mas já chegou o momento de se procurar um sucessor para ele.

O GRID

Por nunca ter sido derrotado em um campeonato nas categorias de base, Norris aparece como principal nome, e há quem o aponte como titular da McLaren já no ano que vem (o companheiro vai depender de se Fernando Alonso mudará de equipe ou não). Mas há outros nomes do Reino Unido na F2.

Um deles é George Russell, reserva da Mercedes e atual campeão da GP3 e que permaneceu na ART ao subir de categoria. O outro é Jack Aitken, do programa de pilotos da Renault e que também competirá pela escuderia francesa.

O grid ainda conta com outros pilotos juniores de equipes da F1: Antonio Fuoco, da estreante Charouz, representa a Academia da Ferrari, enquanto Arjun Maini e Santino Ferrucci, ambos da Haas, serão companheiros na Trident. A Honda colocou Nirei Fukuzumi na Arden, e há ainda os casos de Nicholas Latifi e Artem Markelov, com vínculo com Force India e Renault, respectivamente.

Markelov, aliás, é quem pode atrapalhar os planos de Norris e Russell de terem um duelo britânico pelo título. Vice-campeão do ano passado, o russo inicia sua quinta temporada na categoria e pretende usar da experiência acumulada para ser o campeão.

Isso sem falar em Roberto Merhi, que chegou a correr na F1 pela Manor e entrará na MP nesta primeira etapa. Experiência para o piloto de 27 anos é o que não falta.

Por fim, há Nyck de Vries. Quando o holandês surgiu no kartismo, no fim da década passada, ele era comparado a Hamilton por ter assinado um acordo parecido com a McLaren. Mas, tirando dois títulos de F-Renault, em 2014, sua carreira nos monopostos nunca decolou.

Agora, competindo pela Prema, equipe que dominou as duas últimas temporadas da F2, De Vries é considerado favorito ao título. O problema é que conquistar a taça pode não ser o bastante para alcançar a F1, uma vez que qualquer vaga que possa abrir na McLaren deverá ser de Norris.

Assim, a expectativa é que a luta pelo título desse ano seja um embate interno dos dois jovens da McLaren, com os veteranos Markelov e Luca Ghiotto, da Campos, também entre os bem cotados. Assim, Russell correndo por fora entre os principais candidatos à taça;

Você pode clicar aqui para ver todos os pilotos confirmados para a primeira etapa da F2, neste fim de semana no Bahrein.

E aqui tem os resultados completos da rodada de abertura da F2 e das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Anúncios

Um comentário sobre “Sergio Sette Câmara na F2 2018

  1. Sorte pro Settecamara, Sette Câmara, 7 Camara, tem potencial e acho que depois de dois anos teremos um campeonato de F-2 mais interessante. Mas Roberto Merhi, como? Como é possível?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s