Novos carros da F1 2018 – Red Bull RB14

Pilotos
3 – Daniel Ricciardo (AUS)
33 – Max Verstappen (HOL)

Apresentações da Red Bull são sempre aguardadas com ansiedade para ver o que Adrian Newey, considerado um dos principais projetistas da história da F1, andou aprontando.

Mas por enquanto não dá para descobrir muita coisa no RB14, o carro da escuderia para este ano, uma vez que ele foi exibido com uma pintura camuflada, cuja principal função é esconder detalhes na aerodinâmica. Nos testes em Barcelona, marcados para semana que vem, o equipamento já vai estar com o layout tradicional.

Alguns deles, no entanto, são visíveis. O principal é o novo sidepod (veja na galeria abaixo), com uma aleta acima e cheio de recortes na entrada de ar, tendência iniciada pela Ferrari no ano passado.

Como não houve muitas mudanças nas regras de 2017 para cá, a equipe austríaca manteve vários componentes que já tinham dado certo, como o buraco no bico para a entrada de ar e traseira do RB14 ser mais alta em relação ao solo que o resto do equipamento.

Há ainda o halo, proteção colocada logo à frente do cockpit, que pouco apareceu por causa da pintura camuflada.

A última novidade é destaque para a Aston Martin, que a partir deste ano se torna a principal patrocinadora da equipe, sem contar, é claro, os energéticos.

PONTO FORTE: além de Adrian Newey, o trunfo da Red Bull é Max Verstappen, que venceu duas das últimas seis corridas do ano passado, além de obter um segundo lugar no Japão e de ter sido punido com a perda do pódio nos EUA, após uma polêmica ultrapassagem em Kimi Raikkonen, na qual os comissários consideraram que o holandês cortou caminho em uma curva para completar a manobra. A questão é se Verstappen vai conseguir começar 2018 da mesma forma como terminou a última temporada.

PONTO FRACO: a Renault já anunciou que este será o último ano em que fornecerá motores para a Red Bull, depois de anos de briga e reclamações por causa do desempenho abaixo do esperado do propulsor. Ou seja, o time austríaco pode enfrentar problemas de confiabilidade do motor, além de não ter mais prioridade na hora de receber a versão mais nova do equipamento.

Também não ajuda Daniel Ricciardo estar no último ano de contrato, e a Red Bull se encaminhando para tornar Verstappen seu primeiro piloto. Assim, pode ser que as negociações para renovar o vínculo durem meses, tirando o foco do australiano da pista.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Clique abaixo para saber mais sobre as equipes da F1 2018:
Guia da F1 2018
Haas – VF-18
Williams – FW41
Renault – RS18
Sauber – C37
Ferrari – SF71H
Force India – VJM11
McLaren – MCL33
Mercedes – W09
Toro Rosso – STR13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s