O pequeno grid da Toyota Racing Series 2018

Conhecida por ser o primeiro campeonato do ano, a Toyota Racing Series começou a temporada 2018 nesta quarta-feira, dia 10, com apenas 13 carros no grid.

É o menor número de participantes desde 2010, quando em média dez pilotos participaram de todas as etapas. Também é cerca da metade dos 23 competidores de 2014, o último ano antes da mudança de carro – hoje são 20 vagas disponíveis.

O primeiro sinal de que 2018 poderia ser complicado veio com a demora na divulgação de quem ia correr.

Em outros anos, em dezembro todos os nomes já eram conhecidos e havia até lista de espera. Foi o que ocorreu em 2017 quando Lando Norris precisou ser substituído de última hora.

Mas não é que ter só dez pilotos anunciados até a última virada de ano era algum blefe da categoria ou um trabalho mal feito de divulgação. É que não havia mais ninguém assinado. O último nome, do neozelandês Taylor Cockerton, só foi confirmado na semana passada graças ao apoio da Toyota da Nova Zelândia, que completou o orçamento necessário para ele.

Brendon Leitch

Se o grid como um todo é menor, o ano de 2018 também conta com o maior número de pilotos da casa desde 2011, com cinco neozelandeses confirmados para a temporada completa. Apostar nos próprios kiwis foi a solução da TRS diante da falta de interesse estrangeiro pela categoria.

O problema é que alguns nomes são um pouco alternativos, como Reid Harker, de 22 anos, e Ryan Yardley, de 19. Eles foram campeão e vice da Toyota 86, campeonato monomarca de turismo da montadora japonesa que é disputado na Nova Zelândia e na Austrália. A categoria está mais para uma Clio Cup que para uma Stock Car ou Supercars.

Completam o time da casa Brendon Leitch, veterano da TRS e que deve competir na F3 USA neste ano, e Marcus Armstrong, da Academia da Ferrari e favorito ao título.

Aliás, apesar de poucos, os estrangeiros trazem bastante qualidade ao grid. A Ferrari também mandou Robert Shwartzman para a Nova Zelândia, enquanto Richard Verschoor, ex-piloto do Red Bull Junior Team, volta para uma segunda temporada na Toyota Racing Series como outro forte candidato a ficar com a taça.

Há ainda Cameron Das, campeão da F4 USA em 2016, e Calvin Ming, representante da Guiana e atual campeão da F4 Mexicana. Olho também em Clement Novalak, piloto de bastante sucesso no kartismo e que está fazendo a transição para os monopostos.

Outros que podem surpreender são o francês Charles Milesi, de 16 anos, o mais jovem do grid, e James Pull, atual vice-campeão da F3 Inglesa.

Apesar de ter sido anunciado oficialmente pela organização da categoria, o brasileiro Luiz Felipe Branquinho não viajou para a Nova Zelândia. Assim, Ming e Juan Manuel Correa, equatoriano radicado nos EUA, são os representantes da América do Sul.

Outra derrota da TRS foi na comparação com o MRF Challenge, seu principal concorrente entre os torneios de inverno. O certame indiano, que é disputado de novembro a fevereiro, teve 18 pilotos em suas primeiras etapas já realizadas.

É verdade que neste ano o MRF não tem nomes vinculados a equipes de F1, como Armstrong e Shwartzman na TRS. Mas bem que a categoria neozelandesa adoraria terminar de montar o grid com Felipe Drugovich, Rinus Van Kalmthout e Presley Martono, pilotos com destaque na Europa, nos EUA e na Ásia, respectivamente, e que escolheram andar na concorrente.

Com o grid deste ano já comprometido, cabe à organização da TRS perceber quais foram os problemas. Se faltou divulgação do campeonato entre os jovens pilotos na Europa e nos EUA, se é reflexo de uma crise geral de falta de interesse do automobilismo, se houve rompimento com empresários influentes ou se o sistema de 15 corridas ao longo de cinco fins de semana já está saturado. Daí trabalhar para que o grid do ano que vem volte a ficar mais encorpado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s