Robert Wickens e Dario Franchitti

Não é a primeira vez que um piloto da equipe de fábrica da Mercedes troca o DTM (ou o principal campeonato de carros de turismo da Alemanha) pela Indy.

Caminho esse tomado por Robert Wickens, anunciado como companheiro de James Hinchcliffe no time de Sam Schmidt a partir de 2018.

Em 1997, Dario Franchitti deixou o ITC (categoria criada pela FIA para tomar o lugar do DTM, mas que teve vida curta) após uma temporada com uma vitória e outros sete pódios, para a andar na Indy pela pequena equipe Hogan.

Apesar de ter encerrado a temporada apenas em 22º – atrás dos também novatos Patrick Carpentier e Gualter Salles – Franchitti impressionou. Largou na pole em Toronto e, naquela famosa corrida Portland em que Mark Blundell superou Gil de Ferran por milésimos, estava brigando pelas primeiras posições até se envolver em um acidente com Al Unser Jr.

Foi o suficiente para que no ano seguinte fosse contratado pela Green, equipe pela qual foi vice-campeão em 1999. (Mais tarde, já com o comando de Michael Andretti, ele venceria a Indy 500 e levaria a taça da Indy).

A principal diferença para Wickens é que Franchitti foi para a Indy com apoio da Mercedes, cujo motor empurrava o carro da Hogan. Só depois ele foi andar de Green, aí com equipamento Honda, coincidentemente o mesmo da Sam Schmidt.

Aliás, como era a Mercedes que pagava para o escocês andar na categoria norte-americana, quando o acerto com a Green foi anunciado, ele acabou substituído por Robby Gordon na Hogan.

E outro ponto que Franchitti e Wickens não têm em comum é que o canadense chega mais velho à categoria. Vai ter 29 quando a bandeira verde for acionada em São Petersburgo, na abertura da temporada do ano que vem. Franchitti tinha 23 em sua estreia. Daí deu tempo de correr pela Green, pela Andretti e até passar pela Nascar antes de voltar à Indy pela Ganassi e dominar a categoria.

No caso de Wickens, talvez seja melhor ficar de olho desde já em vagas da Nascar para ir e voltar de lá.

Confira como está o mercado de pilotos da Indy até agora:

Penske: Josef Newgarden, Simon Pagenaud e Will Power (3 carros)
Ganassi: Scott Dixon (2 carros)
Andretti: Alexander Rossi, Ryan Hunter-Reay, Marco Andretti e Zach Veach
Sam Schmidt: James Hinchcliffe e Robert Wickens
Foyt: Tony Kanan (2 carros)
Dale Coyne: Sebastien Bourdais (2 carros)
Ed Carpenter: Spencer Pigot, Ed Carpenter (só ovais), a definir (só mistos)
Harding: Gabby Chaves
Rahal: Graham Rahal e Takuma Sato (2 carros)
Juncos: Kyle Kaiser (em quatro corridas)

Indefinida:

Carlin (Max Chilton e Charlie Kimball especulados)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s