Robert Yates (1943 – 2017)

Quem começou a acompanhar a Nascar pelo saudoso Speed Channel e depois pelo Fox Sports talvez não tenha noção da importância de Robert Yates.

Lá pelos idos de 2005 e 2006, quando a categoria americana passou a ter suas corridas transmitidas ao vivo no país, Yates inscrevia uma equipe de meio do pelotão mais conhecida pelo patrocínio do M&M’s no carro de número 38.

Foi com a saída da fabricante de chocolate (assim como da UPS, que patrocinava Dale Jarrett, com quem Yates foi campeão em 1999) que o time debandou. Sem a M&M’s, Yates ainda tentou alinhar carros em 2008 e 2009, mas a falta de dinheiro o fez fechar as portas do seu time, com o qual conquistou 57 vitórias e 48 poles, além de um título.

Sua maior fama, no entanto, era como construtor de motor, função que ocupou praticamente desde que entrou na Nascar, no fim da década de 1960.

Sempre trabalhando para equipes da Ford, foram 77 triunfos nessa função.

Durante muito tempo, houve uma rixa entre Yates e Jack Roush, dono de uma das maiores equipes da Nascar, para ver quem preparava os melhores motores da montadora.

A briga ficou para trás em 2006, quando eles se juntaram em uma única empresa, a Roush Yates, que até hoje fornece motores para times da Ford, como a Stewart-Haas e a Penske, além da própria Roush.

Mas a empresa hoje é comandada por Doug Yates, filho de Robert. O pai já havia se retirado das competições e nos últimos meses batalhava contra um câncer de fígado. No começo do ano, havia sido indicado para o Hall da Fama da Nascar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s