Vitória de Thiago Vivacqua na Hungria

Thiago Vivacqua encerrou dois jejuns não muito longos neste fim de semana, ao vencer a primeira bateria da Euroformula Open em Hungaroring.

O primeiro é que ele não ganhava uma prova há quase dois anos, desde o dia 4 de julho de 2015, quando foi o primeiro colocado em uma das corridas da agora extinta F-Renault Alps em Monza.

No ano passado, Vivacqua competiu na F3 Brasil, pela Hitech, mas terminou o ano sem vitórias, em uma temporada dominada (mais uma vez) pela Cesário.

O outro jejum foi de triunfos de pilotos do país na própria Euroformula Open. O último havia sido de Vitor Baptista, coincidentemente também em Monza, no dia 3 de outubro de 2015. Foi o sexto do brasileiro naquela temporada, na qual conquistou o título da categoria.

Aliás, falando em Baptista, ele estreou neste fim de semana no programa de pilotos da Shell na etapa de Curitiba do Brasileiro de Turismo. No ano passado, Vivacqua é que tinha sido patrocinado pela empresa, mas na F3.

Voltando a Hungaroring, a vitória do brasileiro começou a se desenhar no treino classificatório. Como a disputa começou com pista molhada e que foi secando, alguns dos favoritos tiveram problemas, e a equipe Campos dominou os primeiros postos, com o estreante Raoul Hyman na frente.

Vivacqua, porém, largou melhor e saiu de terceiro do grid para assumir a primeira colocação logo na primeira volta. Depois, até foi ameaçado pelo companheiro Simo Laaksonen e por Nikita Troitskiy, mas, como é de praxe no circuito da Hungria, não houve ultrapassagem.

Na segunda bateria do fim de semana, a vitória ficou com Harrison Scott, a sexta do líder do campeonato em oito corridas. Vivacqua, que terminou em sétimo, é o quarto na tabela.

Quem também chamou a atenção neste fim de semana na Eurofomula Open, mas por um motivo negativo, foi Pedro Cardoso. O brasileiro teve um problema no treino classificatório e precisou ter o carro rebocado. Foi quando os fiscais fizeram uma lambança e tentaram puxar o veiculo por uma corda. O resultado você vê abaixo.

Você pode clicar aqui pra ver os resultados completos da Euroformula Open na Hungria, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Anúncios

4 comentários sobre “Vitória de Thiago Vivacqua na Hungria

  1. gostaria de sugerir uma sessão pro blog: por onde anda . acho que muita gente tem curiosidade de saber o que aconteceu com os pilotos. por ex: o que anda fazendo o Pietro Fantin?

  2. Vitor Baptista largou a carreira de monopostos na Europa pra virar mais um “profissional” no Tursimo brasileiro???

    Que pena.
    Achava o mais promissor dessa (fraca) geração de brasileiros que conta com Sette Camara, Pedro Piquet, Pietro Fittipaldi, o proprio Vivacqua…

    1. tendência cada vez mais forte. a coisa não tá fácil na Europa pros brasileiros. ninguém mais quer investir nos pilotos. e bancar do próprio bolso em euro também não é mole. dos jovens pilotos que estão correndo fora, o único que empolga é o Leist.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s