Não importa o que aconteça, 2017 será um ano melhor. Essa é a certeza da Renault para a nova temporada da F1

A equipe francesa apresentou nesta terça, dia 21, o Renault R.S.17, o novo carro para a F1 2017.

O otimismo no equipamento não é por acaso. Como a montadora só acertou o retorno à F1 no fim de 2015, ao comprar a Lotus, o carro do ano passado havia sido projetado pela equipe inglesa (que não estava disposta a gastar muitos recursos) e com o agravante de ter sido pronto para receber motor Mercedes, não o Renault.

Falando em motor, a fabricante disse que o deste ano é 90% novo com relação ao do ano passado, expectativa de ser mais competitiva.

A outra novidade é Nico Hulkenberg, trazido da Force India por Frederic Vasseur, ex-homem-forte da ART, mas que deixou a montadora durante o inverno europeu.

renault-2017-2

Com investimentos graduais garantidos na F1 pelos próximos dez anos, a Renault já afirmou que não esperava ser competitiva logo de cara. Para 2017, afirmou que o quinto lugar será o objetivo. Mas não fique surpreso se enfim Hulkenberg conquistar o primeiro pódio da carreira na F1 ainda neste ano e o time comece a brigar na frente de forma mais constante.

Ah, o outro piloto do time e Jolyon Palmer, que teve um fim de 2016 bastante competitivo, se levarmos em conta a limitação do equipamento.