O adeus de John Wes Townley

Não sei até que ponto foi proposital, mas John Wes Townley escolheu um dia em que todo mundo da Nascar está falando sobre outro piloto – Carl Edwards – que também se retirou das competições para anunciar a aposentadoria.

Ou seja, nem nesse momento de despedida ele terá destaque.

Escrevi uma vez aqui no World of Motorsport que Townley foi o pior piloto que já vi correr. Não porque ele fosse o menos talentoso ou o que mais batia, mas porque se recusava a aprender com seus erros.

Conhecido por se acidentar frequentemente, ele nem sequer disputou uma temporada completa da Truck Series quando se mudou, em 2009, para a Xfinity, então chamada de Nationwide, graças ao patrocínio da rede de restaurantes Zaxby’s da qual seu pai é um dos fundadores. No ano seguinte, foi dispensado da boa equipe de Richard Childress por, surpresa, bater demais.

Em vez de sossegar, dois anos mais tarde, tentou estrear na principal divisão da Nascar, mas a aventura durou apenas duas voltas no primeiro treino livre – quando foi ao muro – e muita rejeição. Sem falar que no mesmo de 2012 acabou detido por dirigir bêbado em uma rua.

Apesar de todas as críticas e ter chegado ao fundo do poço, Townley deu a volta por cima.

No lugar da principal divisão da Nascar, passou os últimos anos se dividindo entre Truck Series e Arca, outra categoria de turismo dos EUA.

Venceu duas vezes em Daytona pela Arca e uma, em Las Vegas, pela Truck Series. Quando não batia, se mostrou um piloto com ótimo ritmo de prova, embora tivesse problemas para defender posição e ultrapassar, o que o impediu de conquistar resultados ainda melhores.

Com o bom desempenho, passou a disputar algumas etapas da Xfinity, onde não comprometeu.

As críticas só voltaram neste ano quando se envolveu em uma briga com Spencer Gallagher, durante uma etapa da Truck Series, após um acidente. Foi a última vez que mostrou alguma semelhança com o velho Townley do começo da carreira.

Depois, foi afastado das corridas por causa de uma concussão e por um acidente fora das pistas, o que comprometeu a temporada em termos de Chase. Foi assim o fim da carreira do piloto, que anunciou nesta terça-feira, dia 10, a aposentadoria. A equipe Athenian, para a qual competia, também fechou as portas, uma vez que era do pai do piloto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s