9 Sérgio Sette Câmara (BRA, Motopark, Dallara F312 – Volkswagen), FIA Formula 3 European Championship, round 8, Nürburgring (DEU), 9. - 11. September 2016

Sergio Sette Câmara na GP2 2017

Sergio Sette Câmara será um dos quatro pilotos brasileiros que vão participar dos treinos de pós-temporada desta semana em Abu Dhabi.

Enquanto o mineiro andará pela mediana MP na GP2, Pedro Cardoso (Trident), Matheus Leist (ART, Arden e Trident) e Bruno Baptista (Jenzer) vão tomar parte das atividades na GP3.

Do quarteto, Sette Câmara é o único que já se garantiu em 2017. De uma forma até mesmo surpreendente, ele anunciou que vai competir na GP2 pela própria equipe MP, mas sem detalhar se continuará ou não com o apoio da Red Bull.

O brasileiro chega à GP2 após uma temporada que foi um verdadeiro ponto de interrogação na F3 Euro.

É verdade que ele terminou o ano apenas em 11º na tabela de pontos, mas esse resultado é relativo, principalmente por causa das diversas falhas mecânicas do carro da Motopark, que fugiram do seu controle.

Por exemplo, ao longo da campanha, Sette Câmara perdeu três poles por problemas: foi desclassificado uma vez por não ter sido aprovado na inspeção técnica após o treino e em outras duas perdeu dez posições no grid por ter trocado o motor.

Entretanto, o ano do piloto mineiro também foi marcado pelos resultados inconstantes. Da mesma forma como havia feito a pole para uma das corridas em Nurburgring, não foi além do 14º lugar na sessão classificatória disputada apenas horas depois. Também não andou bem em pistas como Spa, mesmo sem nenhum problema.

A situação só melhorou ao trocar a Motopark pela Carlin e terminar em terceiro no GP de Macau, atrás dos veteranos António Félix da Costa e Felix Rosenqvist, que nem poderiam ter participado da prova se as regras do ano passado ainda estivessem em vigor.

Mas qual Sette Câmara estará chegando à GP2, o terceiro colocado em Macau ou o 11º da F3?

Essa resposta só saberemos no começo da próxima temporada. Lembrando que na GP2 é importante um piloto conseguir se classificar bem – há apenas um treino que define o grid de largada contra dois na F3 – e ter um bom ritmo de corrida ao mesmo tempo em que cuida dos pneus.

Para alguém que está estreando na GP2, como é o caso do brasileiro, as classificações podem não ser tão importante. Tudo bem largar em 18º de vez em quando, mas também estar na segunda fila uma vez ou outra. O ideal é impressionar as equipes maiores e, obviamente, os times da F1.

E nada melhor que alguns pódios e outros bons resultados para deixar para trás o ano abaixo das expectativas na F3.

Um comentário sobre “Sergio Sette Câmara na GP2 2017

  1. Sei não. ..andou por uma equipe fraca na F3 e pagou o preço, agora vai pra uma igualmente furreca na gp2…acho que esse garoto está dando muitos passos errados na carreira…hoje já andou mal no primeiro treino e foi desclassificado do segundo por irregularidades no carro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s