Massa mal, Nasr bem e outras notícias do fim de semana

*** Felipe Massa, que teve o GP da Hungria comprometido pelo acidente no sábado, marcou apenas um único ponto nas últimas cinco provas. Desempenho idêntico a Pascal Wehrlein e Daniil Kvyat. Melhor apenas que os carros de Sauber e Renault, além de Esteban Gutiérrez e Rio Haryanto, todos zerados.

*** Por falar em Sauber, Felipe Nasr terminou na frente de Marcus Ericsson pela terceira vez nas últimas quatro etapas. Na outra, o brasileiro foi 15º, e o sueco abandonou.

*** Quanto a Kvyat, é melhor ele abrir o olho. Pierre Gasly, do Red Bull Junior Team, venceu as duas últimas provas longas da GP2 e assumiu a liderança do campeonato com 107 pontos, 11 a mais que Antonio Giovinazzi, o segundo.

*** Se Giovinazzi virar o jogo, ele poderá ser o primeiro novato campeão da GP2 desde Nico Hulkenberg. O alemão triunfou em 2009, quando os carros ainda usavam o pneu Bridgestone, que não se desgastava.

*** A etapa da Nascar ficou marcada pelo baixo público presente. De acordo com o jornal Indianapolis Star, 50 mil pessoas foram ao circuito, embora quem esteve lá diz que o número foi menor.

*** Apesar do fraco público presente em Indianápolis, a corrida Nascar rendeu recorde de audiência na NBC ao marcar 3,1 pontos, o equivalente a 5,2 milhões de pessoas. Em comparação, a Indy 500, em maio, atingiu 3,8.

*** A corrida da Nascar também teve o pelo retorno de Jeff Gordon, que havia se aposentado no fim do ano passado. Ele terminou em 13º.

*** Bruno Junqueira vai estrear no WEC pela equipe Greaves na próxima etapa, na Cidade do México. Antes, vai correr na IMSA, em Road America, em notícia antecipada pelo World of Motorsport.

*** Antonio Pizzonia, que voltou ao WEC neste fim de semana pela Manor, foi o quinto piloto mais rápido na média das 20 melhores voltas em Nurburgring. René Rast ficou na frente.

*** A polêmica fica por conta da Signatech Alpine. Gustavo Menezes, que é considerado o piloto amador do time, foi décimo mais veloz na média de 20 voltas. Não por acaso, a escuderia, sem um gentleman driver, portanto, venceu as últimas três provas do WEC na LMP2.

*** Na LMP1, a diferença entre os seis pilotos mais rápidos na média de suas 20 melhores voltas (Oliver Jarvis, Marcel Fässler, André Lotterer, Neel Jani, Timo Bernhard e Lucas Di Grassi) foram separados por apenas 0s1.

*** Para terminar as corridas de longa duração, a Corvette alcançou a vitória número 100 em seu programa da IMSA, enquanto, com 13 triunfos, Gianmaria Bruni é o piloto com mais primeiros lugares no novo WEC.

*** Ainda falando de Nurburgring, duas pessoas morreram neste fim de semana. Em um acidente que aconteceu quando a pista de Nordschleife estava aberta para o público, um carro se acidentou e foi resgatado por pessoas que estavam no local. Foi quando veio um segundo em veículo em alta velocidade, que acertou todos na pista.

*** A F-V8 3.5 esteve em Silverstone, e apenas 13 pilotos participaram das duas baterias. Foram dois desfalques com relação à etapa anterior: Alex Bosak e Matevos Isaakyan. Os dois também competem na GP3 e preferiram correr nela em Hungaroring.

*** E o líder da GP3, Alex Albon, é um dos pilotos confirmados para disputar o Masters de F3, em Zandvoort, em agosto. Pedro Piquet, que participar de forma regular da F3 Euro, também está garantido. Sergio Sette Câmara ainda não.

*** Na F4 Norte-Europeia, Richard Verschoor, do programa de pilotos da Red Bull, venceu as três corridas disputadas em Moscou. No entanto, ele ocupa a segunda posição do campeonato, com 161 pontos, 31 a menos que o líder, o também holandês Jarno Opmeer.

*** Para terminar as categorias que não estão na Agenda da velocidade, mas que valem alguma menção, duas vitórias do australiano Aidan Read e uma do alemão Philip Hamprecht na F-Master China, na Tailândia.

*** Se você perdeu algum resultado das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana, basta clicar aqui.

Anúncios

2 comentários sobre “Massa mal, Nasr bem e outras notícias do fim de semana

    1. Não diria pegar a mão do carro, mas estava claro que no começo do ano o desempenho dele estava abaixo do esperado. Tirando na Hungria, que a corrida dele foi razoável, ele fez boas provas, melhores do que o equipamento permite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s