Quem vai ficar com a segunda vaga da Toro Rosso?

Pierre Gasly
Pierre Gasly começou a vencer e está de olho em cavar uma vaga na F1 2017

Quando a Red Bull decidiu trocar Daniil Kvyat por Max Verstappen após o GP da Rússia, a sensação era de que o russo tinha tudo para continuar por mais tempo que até o fim do ano na Toro Rosso.

Afinal, apesar dos erros em Sochi (quando bateu duas vezes em Sebastian Vettel e, no efeito dominó, acabou danificando os carros de Daniel Ricciardo e Carlos Sainz Jr) a impressão era de que o maior defeito de Kvyat era Max Verstappen existir.

Como a Red Bull – e o paddock todo da F1 – acredita que o holandês era um piloto de muito potencial, precisava apenas de uma desculpa para colocá-lo na equipe principal.

O problema é que Kvyat ainda não recuperou a boa forma desde que retornou à Toro Rosso. É verdade que ele abandonou três GPs sem culpa nenhuma, mas marcou apenas dois pontos no período. Por comparação, o companheiro de equipe, Sainz, somou quatro só em Hungaroring.

No entanto, apesar do desempenho abaixo do esperado do russo na Toro Rosso, a posição dele nunca esteve ameaçada. A Red Bull jamais se esforçou para esconder que andava decepcionada com Pierre Gasly, o piloto do Junior Team que disputa a GP2.

Ele era conhecido como um alguém que não consegue vencer. A última vez que havia subido no alto do pódio tinha sido na campanha do título da F-Renault Eurocup, em 2013.

Só que Gasly ganhou as duas últimas corridas longas da GP2, assumiu a liderança do campeonato e, se for campeão, terá bons argumentos para forçar uma promoção para a Toro Rosso no ano que vem.

E, para falar a verdade, sair da Toro Rosso não é um mau negócio para Kvyat. A Red Bull renovou os contratos de Ricciardo e Verstappen, então não há lugar para ele na equipe principal. Melhor seria negociar com Williams, Renault, Sauber e quem mais tiver vaga, tentando fazer a carreira na F1 renascer com a mudança de ares.

Inspiração

O ressurgimento de Gasly no alto do pódio pode servir de inspiração para Sergio Sette Câmara, Niko Kari e Luis Leeds, outros representantes do Red Bull Junior Team.

Os três não estão fazendo bons campeonatos – os dois primeiros na F3 Euro e o terceiro na F4 Inglesa – e, sabendo do estilo carrasco da Red Bull, podem ter a vaga no programa de pilotos ameaçada para o ano que vem.

Só que ainda estamos em julho, e há bastante tempo para que se recuperem. Precisam, sem dúvidas, vencer corridas e lutar por pódios para mostrar que valem o dinheiro que está sendo investido neles.

Mas se Gasly conseguiu dar a volta por cima, eles também podem.

O problema fica por conta do equipamento. Enquanto o francês compete pela Prema, a melhor equipe do momento na GP2, os outros três andam por Motopark e Arden, terceira ou quarta força das respectivas categorias.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da GP2 em Hungaroring, assim como os dos principais campeonatos do automobilismo mundial neste fim de semana.

Anúncios

Um comentário sobre “Quem vai ficar com a segunda vaga da Toro Rosso?

  1. A única escolha pra Toro Rosso é o Gasly, de todos do Jr Team ele é o único com pontuação pra conseguir a superlicença, não acredito que tragam o Buemi devolta ou contratem alguém de fora do programa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s