Le Mans já terminou há alguns dias, mas ainda estamos esperando um piloto amador guiar o carro da Signatech Alpine
Le Mans já terminou há alguns dias, mas ainda estamos esperando um piloto amador guiar o carro da Signatech Alpine

O fim de semana no esporte a motor foi marcado, claro, pelo dramático fim de prova das 24 Horas de Le Mans, com o Toyota líder tendo problemas faltando apenas cerca de uma volta para o fim.

Mas para quem gastou 24 horas do fim de semana para acompanhar Le Mans, confira um resumo do que mais aconteceu nas pistas das principais categorias do automobilismo mundial:

*** Uma das maiores polêmica das 24 Horas de Le Mans foi a categorização de pilotos, com alguns profissionais sendo considerados amadores, beneficiando suas equipes. A maior prova foi Gustavo Menezes e Roman Rusinov, dois amadores na teoria, serem o quarto e o quinto mais rápidos na LMP2 na média das 20 voltas mais rápidas de cada piloto durante a corrida. Veja o ranking completo da LMP2:

*** Ainda na média das 20 voltas, Lucas Di Grassi foi o piloto mais rápido da Audi, embora tenha sido apenas o nono colocado no geral. O mais veloz na média foi Neel Jani, da Porsche.

*** E a Ganassi não comemorou apenas a vitória na divisão GTE Pro das 24 Horas de Le Mans, a equipe também ganhou a etapa de Daytona do Global Rallycross, com o canadense Steve Arpin.

*** Na F4 Alemã, Felipe Drugovich foi o único brasileiro na etapa de Oschersleben. Conquistou um quarto e um sexto lugares (além de um abandono) e subiu para a nona posição do campeonato, à frente do companheiro de equipe, Nicklas Nielsen.

*** Quem estreou na F4 Alemã foi Richard Verschoor, do programa de jovens pilotos da Red Bull. O holandês conquistou o sexto lugar na tumultuada terceira bateria como melhor resultado.

*** Ainda sobre a Red Bull, Luis Leeds venceu pela segunda vez na F4 Inglesa, em Croft, novamente com o grid invertido. Ele é o quarto no campeonato, com 152 pontos. Max Fewtrell, com 184, é o líder.

*** Sam Hornish Jr voltou à Nascar Xfinity de última hora na etapa de Iowa para substituir o lesionado Matt Tift na equipe de Joe Gibbs. Venceu. O curioso é que ele está escalado para participar da próxima prova de Iowa, no fim de julho, por outra escuderia, a RCR.

*** Depois de ter tido a sede parcialmente destruída pelo fogo na última semana, a equipe Thorsport parece não ter sentido problemas na pista. Na etapa de Iowa, três de seus quatro pilotos acabaram no top-10. Cameron Hayley foi o terceiro, Ben Rhodes veio em quarto e Matt Crafton fechou em oitavo.

*** Ex-piloto da Nascar, Mike Wallace foi agredido por três homens na saída de um show nos EUA. A briga teria começado após uma discussão durante a apresentação. O trio era de uma empresa que prestava serviços ao evento.

*** Considerado uma das principais promessas da Nascar para os próximos anos, Ty Majeski estreou na Arca na etapa de Madison. Depois de liderar os dois treinos livres, largou em quarto e terminou em sétimo.

*** Na Australia Supercars, Lee Holdsworth sofreu uma fratura na pélvis após sofrer um grave acidente e precisou ser hospitalizado. Está se recuperando, mas fora das próximas etapas. Karl Reindler será o substituto.

*** E a Carlin está insistindo em ter um veterano em seus carros da F3 Euro. Depois da tentativa em vão de ter Nelsinho Piquet, a equipe espera contar com William Buller neste fim de semana em Norisring. O piloto de 23 anos estreou na F3 em 2010, curiosamente aqui no Brasil.

*** A organização da F-Renault anunciou que a partir de agora a categoria terá um treino classificatório de 30 minutos, que não é mais dividido em dois grupos. A razão é o número menor de inscritos no campeonato.

*** Se você perdeu algum resultado do último fim de semana nas principais categorias do automobilismo mundial, basta clicar aqui.