Hamilton líder da F1 “europeia” e outras notícias do fim de semana

Da Espanha para cá, a famosa temporada europeia da F1, tem Lewis Hamilton como líder e Nico Rosberg lá atrás
Da Espanha para cá, a famosa temporada europeia da F1, tem Lewis Hamilton como líder e Nico Rosberg lá atrás

Depois que Nico Rosberg venceu as quatro primeiras etapas de 2016, parecia que o alemão caminharia com tranquilidade para o título da F1. Mas bastou o começo da temporada europeia da F1 no GP da Espanha para Lewis Hamilton virar o jogo e voltar à luta pela taça.

Claro que o GP do Canadá não acontece na Europa, mas ele entra nessa conta dos GPs europeus. O Azerbaijão fisicamente também não fica no continente europeu, mas ele recebe o GP da Europa neste fim de semana. Algum problema? Veja um resumo do que aconteceu no esporte a motor nesses últimos dias:

*** Levando em conta o resultado apenas das últimas três provas da F1, Lewis Hamilton, com 50 pontos, seria o líder do campeonato. Sebastian Vettel, com 45, seria o segundo, enquanto Max Verstappen teria 37. Daniel Ricciardo, com 36, apareceria na sequência.

*** Nico Rosberg marcou apenas 16 pontos no período e viu a diferença geral para Hamilton cair para apenas nove pontos. Outros que decepcionaram foram Felipe Massa, com cinco pontos desde o GP da Espanha, e Daniil Kvyat, um ponto desde que acabou rebaixado.

*** A Indy tomou uma decisão curiosa de marcar o fim da etapa do Texas para o dia 27 de agosto. É diferente da Nascar, que em 2007, em Michigan, correu em uma terça-feira após dois adiamentos devido ao mau tempo. A diferença é que a previsão do tempo em Fort Worth era de mais chuva nesta semana.

*** Em 2001, a Nascar precisou atrasar a etapa de New Hampshire, de setembro para novembro, por causa dos atentados ao World Trade Center.

*** Ainda falando da Nascar, Daniel Suaréz se tornou apenas o sexto piloto não americano a vencer uma etapa da Xfinity Series, mas apenas o segundo a triunfar em um oval. O canadense Larry Pollard ganhou em 1987 na pista de Hampton.

*** Erik Jones, que terminou na quarta colocação, disputou a primeira prova da carreira após a morte do pai na terça-feira passada.

*** Na Nascar Truck Series, a equipe Thorsport sofreu com um incêndio em sua sede, que destruiu cerca de 40% da estrutura. O time conseguiu salvar sete carros intactos, além de outros 15 parcialmente inteiros.

*** Matheus Leist acabou prejudicado pela chuva na etapa de Silverstone da F3 Inglesa. Ele era o pole para a terceira corrida do fim de semana, que acabou cancelada por causa da tempestade.

*** Com uma vitória e um terceiro lugar nas outras duas baterias, Leist é o terceiro no campeonato com 276 pontos. O líder é Ricky Collard, com 298.

*** Richard Verschoor parece estar deixando para trás a maldição do Red Bull Junior Team neste ano e ganhou mais uma, dessa vez a rodada inaugural da F4 Espanhola em Navarra.

*** O holandês, no entanto, segue bastante irregular, com as duas outras provas do fim de semana tendo sido conquistadas pelos finlandeses Tuomas Tujula e Roope Markkanen.

*** Aliás, a F4 Espanhola é um problema. São apenas 12 carros no grid (um número ok para um campeonato estreante em um país em crise), mas apenas um espanhol competindo. Dois pilotos do país anunciaram participar do certame, mas não estiveram em Navarra. Outros dois foram apenas especulados.

*** Apesar de ter vencido as duas corridas da etapa de Moscou, a Lada pode deixar o WTCC no fim do ano. É que a AutoVAZ, empresa que controla a marca, tem novos executivos que não são tão entusiastas da ideia de continuar no esporte a motor. A decisão final, porém, ainda não foi tomada.

*** E o STCC confirmou que no ano que vem adotará o modelo TCR de carros para o campeonato. A Volvo, que havia ameaçado deixar a categoria caso isso acontecesse, já considera permanecer.

*** Se você perdeu algum resultado das principais categorias do automobilismo mundial no último fim de semana, basta clicar aqui.

Anúncios

2 comentários sobre “Hamilton líder da F1 “europeia” e outras notícias do fim de semana

  1. Com o TCR se tornando tendência mundial nos campeonatos de turismo, não seria uma boa a stock car em crise adotar esse modelo de carros com o intuito de trazer novas montadoras ao certame?

    1. Eu acho que é uma ideia interessante, mas que não tem como dar certo.

      O TCR hoje é dominado pela Seat, um carro que não é vendido por aqui, e pela Honda, cujo modelo do Civic é diferente do vendido aqui. Restaria apenas o Golf da Volkswagen.

      Mas o principal motivo é, se a Stock está em crise, você só perderia mais equipes obrigando elas a comprar (e importar) um novo equipamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s