Algo para ficar de olho na China

Lamando
O Volkswagen Lamando, carro usado pela montador alemã no CTCC

Há algumas pequenas coisas interessantes acontecendo no ainda isolado automobilismo chinês em 2016.

A primeira delas é no CTCC, o principal campeonato de turismo do país, que neste ano passou a permitir a participação de pilotos estrangeiros em algumas etapas.

Assim, chegaram o britânico Dan Wells e o colombiano Julio Acosta, que já haviam sido campeões da F-Renault Asiática (cuja maior parte das etapas acontece na China) nos dois últimos anos.

Também vieram o veterano Rodolfo Ávila, de Macau, e o chinês Martin Cao, campeão da F3 Inglesa em 2014 e companheiro de equipe de Pietro Fittipaldi ano passado na F3 Euro.

Pode parecer pouco, mas estamos falando de uma categoria que pode ganhar importância nos próximos anos. Como todas as montadoras do mundo estão interessadas no mercado chinês de mais de um bilhão de pessoas, elas devem trazer competidores cada vez mais experiente para o grid. O objetivo, claro, é ganhar corridas e vender mais carros.

Neste ano, já alinham no CTCC, com ou sem apoio de fábrica, Ford, Volkswagen, Audi, Mercedes, Citroën, Honda e KIA, além das locais Haima e Baicmotor.

O outro destaque do automobilismo de lá é a participação de Bruno Carneiro na F4 Chinesa.

Em 2010, escrevi aqui no World of Motorsport sobre Ivan Utrera, piloto brasileiro amador que era considerado, por um site de estatísticas, melhor que Ayrton Senna.

A história é um pouco complicada, mas, resumindo, como ele competia em torneios mais fáceis que a F1, teve resultados mais dominantes que o tricampeão mundial.

Utrera também era o executivo responsável pelos patrocínios da Ruffles e da Arisco que Christian Fittipaldi e Rubens Barrichello tiveram no começo da carreira. Depois, ele se estabeleceu nos EUA e passou a apoiar um brasileiro chamado Bruno Carneio, que na época tinha 11 anos e estava no kartismo.

Hoje, Carneiro corre na F4 apoiado pelo grupo chinês que comprou a pista de Miller, em Utah, nos EUA, região onde o garoto cresceu.

Na última etapa, em Chengdu, Carneiro venceu as três corridas da rodada tripla e assumiu a liderança do campeonato. Só que ele corre defendendo os EUA, decisão mais do que inteligente num período de crise no Brasil.

Você pode clicar aqui para ver como está o campeonato da F4 Chinesa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s