Max Verstappen é (e já deveria ter sido antes) o novo titular da Red Bull
Max Verstappen é (e já deveria ter sido antes) o novo titular da Red Bull

Dá para dizer que a Red Bull misturou a fome com a vontade de comer ao promover a troca entre Max Verstappen e Daniil Kvyat.

Para a fabricante de energéticos, o piloto russo cometeu um erro imperdoável em Sochi ao acertar duas vezes Sebastian Vettel.

No lance, Kvyat acabou com sua própria corrida, com a de Daniel Ricciardo (acertado pelo carro de Vettel), com a de Carlos Sainz (que teve o desempenho do carro afetado ao pegar detritos da batida) e também do maior piloto da história da Red Bull em qualquer categoria, Vettel.

Se um puxão de orelha ou uma multa bastariam para o piloto russo em condições normais, ele deu azar de Max Verstappen existir.

O holandês, que é considerado o melhor piloto rubro-taurino desde Vettel, está no segundo dos três anos de contrato com a Red Bull e deve ter cláusulas que o liberem para outra equipe caso não tenha um equipamento competitivo no ano que vem.

Como é constantemente especulado em Ferrari e Mercedes, melhor resolver a situação logo. Abriu-se uma oportunidade de levá-lo à Red Bull, e acabou sendo essa a decisão tomada pela equipe.

Como justificativa do movimento, a Red Bull afirmou que vai esperar Kvyat retomar a base na Toro Rosso antes de ele voltar a ter uma chance na equipe principal.

Isso só vai acontecer se Daniel Ricciardo for para a Ferrari em 2017. Do contrário, o russo deve ser despedido para a chegada de Pierre Gasly, hoje na GP2.

Gasly, aliás, só não ganhou a vaga na Toro Rosso a partir do GP da Espanha porque é mais fraco que Kvyat. Faz dois anos que ele não ganha uma corrida, o último triunfo foi na F-Renault. Desde então, passou uma temporada na World Series by Renault e uma e meia na GP2. Pouco para agradar os rubro-taurinos.

No fim, ironicamente, Kvyat só permaneceu na F1 porque a Red Bull é um carrasco com seus jovens pilotos. Ela demitiu todo mundo, e agora não tem quem colocar no lugar do russo na F1. Então, por ora, ele fica.