image

O título do Leicester no campeonato inglês de futebol fez surgiu algumas comparações com o automobilismo entre os fãs das corridas.

Afinal, qual equipe da F1 poderia ser um Leicester?

O mais perto da realidade talvez seja a Super Aguri. Há uma história de que em 2008 a equipe desenvolveu a tecnologia do difusor duplo e a colocaria em seus carros no ano seguinte, quando as regras da F1 mudariam drasticamente.

Sem dinheiro, a Super Aguri fechou as portas no mesmo ano de 2008 e boa parte de seus funcionários foi deslocada para a Honda, que servia como matriz.

Na Honda, eles continuaram o trabalho com o difusor duplo. Como se sabe, a montadora japonesa deixou a F1 no fim daquele ano e virou Brawn em 2009.

Um dos segredos da Brawn campeã, além do tempo maior de desenvolvimento do equipamento, foi justamente o difusor duplo. Algo que as grandes equipes da época, como McLaren e Ferrari, achavam que era ilegal.

Se a Super Aguri não tivesse fechado as portas e desenvolvido o carro com o difusor duplo em 2009, talvez Takuma Sato ou Anthony Davidson poderiam ter dado uma de Leicester e sido campeões.