F3 Brasil 2016

Matheus Iorio é o favorito ao título da F3 Brasil - foto de fabio davini/vicar
Matheus Iorio é o favorito ao título da F3 Brasil – foto de fabio davini/vicar

Com um grid de 16 carros, a F3 Brasil começa a temporada 2016 neste fim de semana no autódromo do Velopark.

Para este ano, o primeiro sem Pedro Piquet, atual bicampeão, a categoria reuniu um grid misturando pilotos experientes no certame nacional com jovens que tiveram destaque no automobilismo do exterior no último ano, além de alguns bons nomes vindo do kartismo.

A Cesário, porém, é a favorita para o tricampeonato. Levando em conta as 32 corridas da F3 Brasil nos dois últimos anos, a escuderia venceu 29. Piquet ganhou 25, Vitor Baptista triunfou três vezes – mesmo com um carro da Light – e Matheus Iorio subiu no degrau mais alto do pódio uma vez.

Os dois primeiros estão na Europa neste ano, disputando, respectivamente, a F3 Euro e a F-V8 3.5.

Iorio, porém, retorna à Cesário para um terceiro ano na F3 Brasil. Pela sua experiência e pelo retrospecto do time, é o piloto a ser batido em 2016.

Ele terá um companheiro de equipe oficial e dois disfarçados, digamos assim. Oficialmente, o outro carro da Cesário é de Guilherme Samaia, atual campeão da F3 Light, mas a equipe também prepara o equipamento de Carlos Cunha Filho e de Christian Hahn, ambos da CF3 e fazendo o segundo ano na categoria.

Se todo o plantel da Cesário é formado por veteranos, a Hitech seguiu o caminho oposto e terá quatro novatos na F3 Brasil, embora sejam pilotos com experiência internacional.

Thiago Vivacqua voltou ao Brasil para correr pela Hitech
Thiago Vivacqua voltou ao Brasil para correr pela Hitech

O principal nome é de Thiago Vivacqua, terceiro colocado na F-Renault Alps do ano passado. Ele também disputou a F-Renault Eurocup, onde foi presença constante no top-10 na primeira metade da temporada e fez boa parte da carreira no kartismo na Europa.

Pedro Cardoso, atual campeão da F4 Sudam, foi o último piloto a confirmar presença no grid. No kartismo, o brasiliense era apontado como o nome de maior potencial da atual geração, mas ainda não correspondeu às expectativas nos carros.

Acabou superado por Piquet, Sergio Sette Câmara, Vitor Baptista, Pietro Fittipaldi Matheus Leist… Mas agora é a chance que tem para voltar às primeiras posições. Em que pese ele ter acabado de completar 17 anos, sendo ainda bastante jovem. Além da F3, Cardoso disputa a Prototype Lites, categoria de acesso da Imsa nos EUA.

Pedro Caland, vencedor de duas etapas na F4 Sudam no ano passado, e Yurik Carvalho, vindo do kart, completam os outros carros da Hitech.

Contra a Hitech pesa que a equipe jamais venceu na atual fase da F3 Brasil. Todos os triunfos aconteceram quando a categoria ainda era a F3 Sudamericana. A expectativa, assim, é que a Cesário saia na frente neste ano, até mesmo pela experiência dos pilotos, e depois o time anglo-brasileiro acabe equilibrando o duelo.

Um detalhe curioso é que os carros de Cardoso e de Caland foram inscritos pela Hitech GP (não a Hitech Racing), o mesmo nome da escuderia na F3 Europeia. Lá, eles contam com George Russell, Ben Barnicoat e Nikita Mazepin.

Artur Fortunato trocou o carro com as cores da Fortec por um parecido com os da Double R
Artur Fortunato trocou as cores da Fortec por um parecido com o de Pipo Derani e Scott Pye na Double R

A exemplo da Cesário, a Prop Car também apostou em uma dupla experiente para 2016 ao promover Igor Fraga e Matheus Muniz da divisão Light. O time de Dárcio dos Santos ainda terá um terceiro carro, com Renan Pietrowski, que andará na Light.

A RR, que no ano passado não teve nenhum carro disputando todas as etapas, conta com Leonnardo Raucci e Luiz Felipe Branquinho, ambos vindos do kartismo, além de Leandro Guedes, com experiência na F4 Sudam e nas categorias do Rio Grande do Sul.

Os últimos dois nomes do grid são veteranos. Artur Fortunato vai para seu quarto ano na F3, enquanto Leonardo de Souza correrá com a própria equipe, a Kemba. Ele é o único piloto do grid a ter participado de todas as etapas da categoria desde o lançamento, em 1987. Não levem isso a sério.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F3 Brasil no Velopark, assim como os das principais categorias do fim de semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s