Stock Car 2016

Nestor Girolami é uma das principais novidades da Stock Car neste ano
Nestor Girolami é uma das principais novidades da Stock Car neste ano – foto de duda bairros/vicar

Para além do escândalo de manipulação de resultados envolvendo uma conversa de fiscais em um grupo de WhatsApp, a Stock Car começa a temporada 2016 neste fim de semana descobrindo algo que a V8 Supercars aprendeu há alguns anos: é muito legal ter uma corrida em duplas com pilotos famosos, mas alguém precisa pagar por ela.

Com a crise econômica que o Brasil vive, apenas sete pilotos estrangeiros vão estar no grid de largada de Curitiba neste domingo, dia 6. É o menor número desde que a corrida em duplas passou a ser disputada em 2014. Naquele ano foram 12, enquanto na temporada passada 15 competidores de outros países estiveram presentes.

Em 2016, o maior destaque é António Félix da Costa, que volta a fazer dupla com Allam Khodair, que tem o apoio da Texaco. Outro piloto patrocinado por uma grande petrolífera, Ricardo Zonta, da Shell, terá Laurens Vanthoor como parceiro.

O grid ainda tem Maxime Martin (o terceiro piloto do DTM, junto com Da Costa e Augusto Farfus) ao lado de Valdeno Brito na equipe de Washington Bezerra, além dos argentinos Franco Vivian (parceiro de Rafael Suzuki), Damián Fineschi (de Galid Osman) e Franco Girolami (com o irmão Nestor).

Os três argentinos convidados ainda tentam se firmar no automobilismo do país vizinho e até estão abaixo de outros conterrâneos que já tomaram parte da prova de duplas.

Mas olho em Nestor Girolami, que é bom mesmo. Atual bicampeão da Super TC2000, ele era especulado no WTCC neste ano, tendo testado pela Lada e com o Honda da equipe Nika, mas acabou optando por correr aqui no Brasil pelo time de Carlos Alves.

Provavelmente ele precisaria levar patrocínio para correr no Mundial, enquanto time de Carlos Alves tem um patrocinador-máster na cervejeira Brasil Kirin. Girolami, aliás, é o atual vencedor da corrida em duplas, junto com Ricardo Maurício em 2015.

Entre as demais equipes que sempre trouxeram estrangeiros, a Voxx perdeu Mark Winterbottom e Álvaro Parente após contar com os dois nas duas edições anteriores da prova.

Além da crise, há um problema de agenda, porque a V8 Supercars e Pirelli World Challenge, onde competem Winterbottom e Parente, respectivamente, começam neste fim de semana. Para os lugares deles, vieram Antonio Pizzonia e Rodrigo Sperafico.

A RC terá Vitor Meira e Guilherme Salas junto de Max Wilson e Ricardo Maurício, enquanto a Red Bull conta com Ricardo Sperafico e Danilo Dirani como parceiros de Cacá Bueno e Daniel Serra.

Assim como aconteceu na Austrália, depois de alguns anos o número de pilotos internacionais diminuiu nas corridas em duplas, com mais espaço para os da casa. Ainda assim, as categorias tiveram grids interessantes nesse regulamento especial.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da corrida em dupla da Stock Car, além dos das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s