2015 World of Motorsport Rookie of the Year

A pontuação só serviu para confirmar o bom ano que Max Verstappen teve
A pontuação só serviu para confirmar o bom ano que Max Verstappen teve

Quando criei o World of Motorsport, em 2010, inspirado nos esportes americanos, decidi montar um sistema de pontuação para analisar o desempenho dos pilotos novatos na F1, já que a principal categoria do automobilismo mundial não tem uma classificação à parte para os estreantes.

Assim, após cada GP do ano, pontuei os novatos no clássico 10-6-4-3-2-1, que foi usado pela F1 na década de 1990, além de dar bônus para cada ponto que marcassem no campeonato normal.

Um piloto que chegasse em nono e fosse o mais bem classificado entre os calouros, por exemplo, levaria 12 pontos: dez referentes à liderança entre os novatos e mais dois pelo nono posto.

Nessas regras, em 2010, Vitaly Petrov – então na Renault – superou Nico Hülkenberg e Kamui Kobayashi para terminar como novato do ano e, no campeonato seguinte, Paul Di Resta venceu Sergio Pérez e Pastor Maldonado. Sem maiores surpresas, Jean-Éric Vergne bateu Charles Pic, na fraca Marussia, no ano logo depois.

Em 2013 foi a vez de Esteban Gutiérrez ser o Rookie of the Year, embora Valtteri Bottas tenha terminado na frente na pontuação oficial da F1. Tanto Williams quanto Sauber tinham carros muito ruins naquela temporada, e Bottas acabou prejudicado também pela mudança da Pirelli, que passou a fazer um composto mais duro no meio do ano, enquanto a Williams era um carro que cuidava melhor dos compostos em detrimento de desempenho.

Na temporada passada, Kevin Magnussen superou Daniil Kvyat e Marcus Ericsson fazendo uso de uma McLaren capaz de chegar constantemente no top-10.

Em 2015, cinco pilotos brigaram pelo posto de novato do ano: Felipe Nasr – o primeiro brasileiro a estrear na categoria desde Lucas Di Grassi e Bruno Senna, em 2010 –, Max Verstappen, Carlos Sainz Jr, Will Stevens e Roberto Merhi.

Felipe Nasr foi muito bem quando se classificou bem
Felipe Nasr foi muito bem quando se classificou bem

E o que melhor explica como Verstappen foi o novato do ano de 2015 talvez seja os resultados dos sábados. O holandês só foi eliminado uma vez no Q1 e teve nove idas ao Q3.

Nasr teve números bem diferentes, mostrando que a classificação foi um ponto fraco dele na primeira temporada na F1, assim como em boa parte da carreira. O brasileiro caiu fora nove vezes no Q1, número menor apenas que os pilotos da Manor e Jenson Button, e só esteve no Q3 em duas oportunidades, resultado pior apenas que Manor e McLaren.

Assim, mesmo quando a Sauber tinha condições de chegar na zona de pontos, muitas vezes o brasileiro era superado pelo companheiro de equipe.

Para compensar a deficiência nas classificações, Nasr conseguia avançar posições com boas largadas, assim como fazia nas categorias de base. Saiu de 11º no grid para quinto lugar na bandeirada, na Austrália, e foi de 12º para sexto na Rússia.

Sainz foi quem andou para trás. O espanhol chegou a superar Verstappen por 10×9 nos sábados, mas marcou apenas 18 pontos, contra 49 do companheiro. Ter abandonado sete vezes (número superado apenas por Pastor Maldonado) certamente não o ajudou.

Quanto aos pilotos da Manor, Merhi conseguiu a proeza de ser o melhor novato no GP da Inglaterra, tendo só perdido o quarto lugar nesta classificação para Stevens por ter ficado de fora de cinco GPs, dando lugar a Alexander Rossi, que não entrou na disputa por novato do ano por ter participado de poucas corridas.

O curioso é que até Silverstone Nasr tinha vantagem sobre Verstappen na classificação entre os novatos. Depois do GP da Hungria, o holandês começou a mostrar toda a expectativa que recaía sobre ele.

Terminou a prova de Hungaroring em quarto e repetiu o resultado nos Estados Unidos, em dois dos melhores GPs da temporada. Foi ainda o piloto que mais ultrapassou em 2015, com 49, e eleito pela FIA o novato do ano.

Verstappen deixou muita gente para trás
Verstappen deixou muita gente para trás

Assim, sem nenhuma surpresa e com 179 pontos marcados, Max Verstappen conquistou o prêmio World of Motorsport Rookie of the Year de 2014.

Confira abaixo a pontuação etapa por etapa do Rookie of the Year (clique na tabela para ampliar, se necessário):

novato2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s