Andrew Tang de volta ao automobilismo

Andrew Tang está de volta ao automobilismo
Andrew Tang está de volta ao automobilismo

Primeiro piloto não neozelandês a ser campeão da Toyota Racing Series, o cingapuriano Andrew Tang anunciou nesta segunda-feira, dia 21, que está de volta ao automobilismo e vai disputar a Porsche Cup Asiática em 2016.

Tang, hoje com 21 anos de idade, ficou dois anos longe do esporte a motor por causa do serviço militar obrigatório de Cingapura.

Ele deixou o automobilismo nos primeiros meses de 2014, quando tinha acabado de vencer a Toyota Racing Series e fechado com a poderosa equipe Prema para disputar a F-Renault Alps.

Tang até chegou a participar de uma etapa da F-Renault daquele ano pela esquadra italiana, tendo obtido um oitavo e um sétimo lugares, em Ímola, o que representou o quarto posto em ambas as baterias entre os pilotos que não eram convidados.

O garoto tentou argumentar com o governo de Cingapura para conseguir liberação do serviço militar, dizendo que ele era a única chance de o país um dia ter um piloto na F1, levando em conta que há algum interesse pelo esporte a motor por lá devido ao GP local.

Alguns amigos do piloto até chegaram a fazer uma petição na internet para tentar a liberação do serviço militar. Mas não teve jeito. Ele ganhou a permissão apenas para terminar a temporada da TRS antes de cumprir o serviço militar.

Andrew Tang foi o campeão da Toyota Racing Series
Andrew Tang foi o campeão da Toyota Racing Series em 2014

Desde então, foram poucas as notícias sobre o piloto, que acaba de ser selecionado em uma seletiva promovida pela Porsche da China para ter toda a temporada do campeonato asiático paga, além de uma participação na Supercup, preliminar da F1.

É um caminho parecido ao que levou Earl Bamber à vitória das 24 Horas de Le Mans deste ano. O neozelandês foi o ganhador da Porsche Cup Asiática, promovido com uma bolsa da própria montadora alemã para a Supercup, onde foi campeão, o que lhe permitiu participar de um teste valendo a vaga para andar em Le Mans no terceiro protótipo da equipe.

É uma oportunidade para Tang, portanto, de resgatar a carreira de forma digna.

Só vai ficar a dúvida se ele realmente tinha chances de se tornar o primeiro piloto de Cingapura na F1 caso não tivesse sido obrigado a interromper a carreira no automobilismo quando estava no auge.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s