Pedro Piquet na Toyota Racing Series 2016

Pedro Piquet já teve uma passagem pela Toyota Racing Series
Pedro Piquet já teve uma passagem pela Toyota Racing Series

Pedro Piquet é o terceiro piloto confirmado para a disputa da Toyota Racing Series de 2016, campeonato que acontece entre os meses de janeiro e fevereiro, na Nova Zelândia, e serve como preparação para o resto da temporada.

Antes dele, o neozelandês Tyler Cockerton e o americano Will Owen já haviam anunciado participação.

Essa será a segunda vez que Piquet viajará ao país da Oceania. Em 2014, quando tinha acabado de trocar o kartismo pelos monopostos, o brasileiro participou da TRS para ganhar quilometragem.

No entanto, ele disputou apenas as duas primeiras etapas, já que houve um problema com sua licença de piloto. Como Piquet completava 16 anos em 2014, até fazer aniversário, ele recebeu para competir uma licença especial, que acabou cassada pela CBA.

A entidade alegou que ele primeiro teria que fazer 16 anos antes de correr.

Levando em conta que pilotos que acabaram de deixar o kart costumam ter dificuldades na Nova Zelândia, o desempenho do brasileiro era bom até precisar abandonar o certame.

Ele tinha terminado todas as provas dentro do grupo dos 15 primeiros, em um grid de 23 carros. Nos treinos, frequentemente andava no top-10.

Agora, ele volta à Nova Zelândia com um pouco mais de pressão, afinal é o atual bicampeão da F3 Brasil.

E esse é o maior problema de Piquet: as duas últimas temporadas ele passou em uma bolha. Foi o piloto dominante na F3 deste lado do planeta, mas ninguém sabe como ele se sairá contra alguns dos principais jovens pilotos do mundo.

É verdade que ele ganhou aqui com facilidade, mas pode ser que o grid brasileiro não era tão forte ou o equipamento usado por Piquet era superior aos demais. Não é raro um piloto sair do Brasil com bons resultados e fracassar na Europa.

O que pesa a favor, porém, é que os representantes da F3 Brasil do ano passado estão se dando bem na Europa. Vitor Baptista foi campeão da Euroformula Open, Sergio Sette Câmara acumulou três pódios na F3 e Matheus Leist venceu duas vezes na F4 MSA.

Piquet também retorna à Nova Zelândia como uma forma de acelerar a adaptação ao automobilismo europeu – afinal vai competir contra os mesmos pilotos – onde planeja seguir carreira em 2016.

A Toyota Racing Series tem sido um destino frequente de pilotos brasileiros. Além de Piquet, a categoria já contou com Lucas Foresti, Bruno Bonifacio, Pipo Derani, Gustavo Lima e Sette Câmara.

Dois pilotos do atual grid da F1 também já disputaram a TRS: Danil Kvyat (em 2011) e Will Stevens (2009).

Um comentário sobre “Pedro Piquet na Toyota Racing Series 2016

  1. Vc sabe alguma coisa sobre os testes que o Piquet realizou na europa? Li em diversos lugares que ele estava indo p a Europa fazer testes em uma equipe holandesa. Mas depois nao li mais nada sobre isso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s