A pior ideia da história do automobilismo

As confusões se tornaram frequentes em Monza
As confusões se tornaram frequentes em Monza

Depois da desastrosa etapa da F3 Europeia em Monza, quando duas corridas foram encerradas mais cedo por causa do baixo nível dos pilotos, foi a vez de a F-Renault Alps aprontar neste domingo, dia 5, no mesmo traçado italiano.

A confusão, na terceira bateria da etapa, começou logo na largada. Philip Hamprecht, que havia largado na pole, empurrou Danyil Pronenko para fora da pista, recebendo um drive-through pela manobra.

Mais atrás, Matevos Isaakyan tentou se posicionar na linha de dentro, mas acabou tocando no carro de Jake Hughes. Como resultado, foi lançado na direção do companheiro de equipe, Thiago Vivacqua, decretando fim de prova para ambos e chamando o safety-car.

Na relargada, Ferdinand Habsburg tocou em Denis Bulatov na primeira chicane, sendo um presságio do que aconteceria a seguir.

Quando os carros se aproximaram da Variante della Roggia, era difícil distinguir se era uma prova em Daytona ou em Monza. Com os pilotos em quatro filas lado a lado, o big one foi inevitável.

Foi fim de prova para Bruno Baptista, Hughes, Habsburg, Daniele Cazzaniga, Jehan Daruvala e Matteo Ferrer.

Ao contrário do que aconteceu na F3, a prova seguiu até o final. No fim, Vasily Romanov ultrapassou Pronenko e conquistou a primeira vitória na categoria em um dia em que apenas sete pilotos receberam a bandeira quadriculada.

Vasily Romanov não teve nada a ver com os problemas e venceu
Vasily Romanov não teve nada a ver com os problemas e venceu

Em primeiro lugar, é óbvio que os pilotos têm culpa no que está acontecendo. Forçar competidores para fora da pista e entrar quatro lado a lado em uma das curvas com mais acidentes no automobilismo mundial é algo que nem sequer deveria passar pela cabeça.

Em que pese o acidente entre Isaakyan e Vivacqua ter sido de corrida, por um erro do russo.

Mas a grande culpa hoje foi da organização da prova. É que a terceira bateria da F-Renault Alps contou com a regra do grid invertido, trocando a posição dos 12 primeiros da corrida anterior, sendo que apenas 16 participantes tomaram parte deste fim de semana.

Ou seja, os carros mais rápidos, como os da Koiranen e da JD, foram colocados atrás de máquinas muito, mas muito mais lentas. Não surpreende, portanto, que os garotos estivessem com pressa para não perder tempo e avançar posições.

Grid invertido já é uma péssima ideia em qualquer situação por se tratar de uma premiação à mediocridade, dando vantagem para quem termina uma corrida em oitavo ou décimo.

Agora, inverter 12 em um pelotão de 16, em uma pista como Monza e apenas algumas semanas após a polêmica na F3? Deve ter sido a pior ideia da história do automobilismo.

O lado bom da confusão é que a temporada está equilibrada. Hughes lidera o campeonato, com 167 pontos, seguido por Jack Aitken (157), Stefan Riener (151), Isaakyan (145) e Vivacqua (144). Todos com chances de título.

Restam duas etapas para o fim. A próxima acontece em duas semanas, em Misano. Você pode clicar aqui para ver o resultado completo da F-Renault em Alps, assim como das principais categorias do automobilismo mundial.

Anúncios

Um comentário sobre “A pior ideia da história do automobilismo

  1. Nao sou fa do grid invertido, talvez com poucos pilotos pra propiciar uma mistura em caso de pilotos muito dominantes.

    Mas apoio a F-R Alps, se a molecada quer ser barbeira, à vontade. Vao tomar punicoes, gastar dinheiro, e ter mais portas fechadas. As categorias de base servem pra isso (e em muitas corridas é exatamente isso que nos faz acompanhar, saber que vai dar salsero, que vai ter erros bizarros e corridas bem mais movimentadas).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s