A corrida está em investigação

O piloto deste carro trabalhou bastante no fim de semana
O piloto deste carro trabalhou bastante no fim de semana

A direção da F3 Euro tomou uma decisão curiosa neste domingo, dia 31, ao encerrar a terceira bateria da etapa de Monza mais cedo por causa do fraco nível de pilotagem.

A corrida mal tinha completado oito das 19 voltas previstas quando a bandeira vermelha foi acionada após o acidente de Mikkel Jensen. O protegido da Mercedes havia disputado a freada da primeira curva com outros pilotos e acabou levando a pior ao receber um toque por trás, que danificou a suspensão do carro.

A decisão de finalizar a corrida, no entanto, não foi causada apenas pela batida do dinamarquês.

Na noite de sábado, a direção de prova já havia convocado os pilotos para uma reunião de emergência após as duas primeiras baterias. O diretor, Nils Wittich, estava preocupado com dois graves acidentes, que levaram Lance Stroll e Michele Beretta a capotarem diversas vezes. Ambos não se feriram.

No acordo, ficou combinado que se os pilotos não se acalmassem no domingo, o safety-car seria acionado até a corrida alcançar 75% da distância, quando os pontos passariam a ser distribuídos na totalidade.

Só que a situação não melhorou na bateria final. Ryan Tveter abandonou na largada, embora Wittich tenha considerado o lance um acidente de corrida.

Depois, diversos pilotos – incluindo Stroll e Jensen – usaram a parte de fora da Parabolica, que teve asfalto colocado no lugar da brita no ano passado, para ganhar velocidade e ter mais ação na reta. Como resultado, eles chegaram lado a lado na primeira curva, com Jensen sendo tocado e abandonando.

Responsável da FIA pelas categorias de base, Stefano Domenicali ficou irritado com o comportamento dos jovens pilotos. Em um primeiro momento, a bizarra mensagem “a corrida está em investigação” apareceu, indicando que a direção de prova estava de olho em todo mundo. Na sequência, a bandeira vermelha foi acionada.

Se não fossem as duas capotagens do dia anterior, o acidente de Jensen não teria parado a prova. Era uma situação de, no máximo, dar um drive-through como penalização para quem não respeitava os limites da pista na Parabolica.

Mas o risco de um novo acidente, a tentativa de preservar a F3 Euro como uma respeitável categoria de aceso e a necessidade de dar um puxão de orelha público nos garotos fizeram com que a FIA tomasse a decisão de não dar prosseguimento à disputa.

No entanto, é um exagero dizer que o futuro dos pilotos da F1 está em risco pela inconsequência da pilotagem da nova geração.

A F3 Euro neste ano tem alguns pilotos vindos diretamente do kart, uma consequência do efeito Max Verstappen no ano passado. Outros tiveram apenas uma temporada entre F4 e F-Renault. Porém, quando se coloca cerca de 40 carros para correr em Monza, a presença do safety-car é mais do que esperada.

Ironicamente, os maiores penalizados acabaram sendo os veteranos, que não se envolveram nas confusões. Felix Rosenqvist venceu as três baterias, mas teve os pontos das provas 2 e 3 somados apenas pela metade, já que as corridas não chegaram a 75% da distância.

Com os pontos a menos, o sueco ainda está 22 atrás do líder do campeonato, Antonio Giovinazzi, que soma 182. Charles Leclerc, com 166,5, é o segundo.

A próxima etapa da F3 Euro acontece de 19 a 21 de junho, em Spa-Francorchamps, em outro circuito de alta velocidade. Tomara que dessa vez todas as voltas sejam completadas.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos de Monza, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial neste fim de semana.

Anúncios

Um comentário sobre “A corrida está em investigação

  1. Eu assisti a ultima corrida no canal da F3 Euro no youtube, e realmente achei que foi um exagero da organizacao. Na minha opiniao era questao de dar uma punicao desportiva, seja um drive through ou uma bandeira preta, pra quem for mallandrilson na parabolica.

    Mas uma questao óbvia pra mim é q na F3 Euro tem gente DEMAIS! Enquanto a F3 é uma das categorias q sofrem no mundo todo pra ter um mínimo de grid, a Euro tá saindo gente pelas tampas. Mais de 30 carros chegando na curva 1 depois da reta e da parabolica, pode ser com 30 Schumacher, com os carros tao iguais, a chance de dar strike é alta mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s