A McLaren Junior 2015

Nyck De Vries e o mesmo esquema de pintura de Fernando Alonso e Jenson Button
Nyck De Vries e o mesmo esquema de pintura de Fernando Alonso e Jenson Button

A temporada 2015 da World Series começa neste fim de semana, em Aragon, com apenas 20 carros no grid de largada. As ausências são a Comtec e a Zeta Corse, que estão na lista de inscritos, mas não viajaram para a Espanha.

Uma consequência do esvaziamento do campeonato é a menor presença das equipes da F1. Se em outros anos havia pilotos juniores de Ferrari, Mercedes, Sauber, Marussia, Caterham, Red Bull, McLaren e Lotus, agora apenas as três últimas seguem investindo no certame.

Um dos garotos na trilha das equipes da principal categoria do automobilismo mundial é Nyck de Vries.

Atual campeão da F-Renault Eurocup, o piloto vai alinhar pela Dams, com o número 1.  Pela primeira vez na carreira, ele vai ostentar as cores da McLaren, embora a equipe de Woking o apoie desde a época do kartismo.

Nem mesmo Stoffel Vandoorne e Kevin Magnussen, que também competiram na World Series com suporte da McLaren, tinham um layout igual ao do time na F1.

Como o carro da categoria da Renault é mais proporcional entre dianteira, meio e traseira que um F1, não é absurdo dizer que o esquema de pintura, muito criticado nos MP4-30, tenha ficado melhor em De Vries.

Outro detalhe curioso é que o holandês literalmente divide a garagem com um piloto da Red Bull. O companheiro de equipe, Dean Stoneman, faz parte do Junior Team rubro-taurino e tem um carro no tradicional azul e amarelo da marca de energéticos.

Essa, no entanto, não é a primeira vez que dois companheiros na World Series by Renault têm layout de adversárias na F1.

Em 2012 e 2013, a Arden Caterham participou do campeonato como uma união dos times da GP2. Como eles tinham interesse em inscrever apenas um piloto cada, a solução encontrada foi a fusão. Assim, havia um carro no verde da Caterham – primeiro para Alexander Rossi e depois para Pietro Fantin – e outro da Arden, com patrocínio da Red Bull, guiado por António Félix da Costa.

A parceria acabou quando Tony Fernandes resolveu vender a equipe de F1. Assim, a Arden acabou absorvendo o segundo carro, que teve o rubro-taurino Pierre Gasly no ano passado.

A má notícia para De Vries é que na história da Arden Caterham, o lado da Red Bull da equipe sempre levou a melhor. Melhor ele abrir o olho neste duelo com Dean Stoneman.

Um comentário sobre “A McLaren Junior 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s