Como a Mercedes superou a Ferrari no Bahrein

Ferrari e Mercedes tiveram uma boa briga no Bahrein
Ferrari e Mercedes tiveram uma boa briga no Bahrein

A Ferrari está mais perto da Mercedes que os 3s380 separando Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen ao final do GP do Bahrein indicam.

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff explicou que precisou fazer mudanças no acerto do carro para encontrar mais desempenho e conseguir superar o bom ritmo de corrida e a economia de pneus apresentados pela rival de Maranello durante os treinos livres da sexta-feira.

A solução encontrada pela Mercedes foi diminuir a refrigeração dos freios traseiros, operados pela tecnologia brake-by-wire.

Por by-wire, significa que não há mais contato entre o dispositivo de acionamento – os pedais do freio, no caso – e a parte final em si – os freios. Assim, quando um piloto pisa no pedal, o sistema aciona um computador que verifica o quanto de energia será recuperada pelo ERS-K e vai aplicando uma força constante nos freios traseiros para parar o carro.

Por segurança, se esse sistema falhar, os freios tradicionais são ativados. E foi justamente essa emergência que aconteceu com os dois carros da Mercedes no fim do GP do Bahrein.

Como a refrigeração do sistema foi comprometida pelos ajustes feitos na sexta-feira, quando Nico Rosberg pisou no pedal do freio no duelo com Raikkonen, o brake-by-wire falhou. O alemão, assim, espalhou na entrada da primeira curva, permitindo que o finlandês fizesse a ultrapassagem.

Hamilton também teve problemas com o sistema nos giros finais, pois, ao superar retardatários, a eficiência do ar na refrigeração dos freios ficou comprometida. Kimi, assim, conseguiu se aproximar do adversário, embora sem ter tempo para brigar pela vitória.

A estratégia da Mercedes, no entanto, deu certo, já que o time saiu do Bahrein com a primeira colocação. Apesar do bom resultado, Wolff disse que não é certeza de o time repetir a estratégia com esse tipo de ajuste, o que pode permitir a aproximação da Ferrari.

Por ser disputado em um deserto, o GP do Bahrein é um dos mais quentes da temporada, embora não exija tanto dos freios. O ponto crítico é no fim da reta de cerca de 1 km, onde os dois carros da Mercedes tiveram problemas.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da F1 no fim de semana, assim como os das principais categorias do mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s