Estreia de Erik Jones na Nascar foi uma viagem

Erik Jones havia vencido a corrida da Xfinity no fim de semana anterior a Brsitol
Erik Jones havia vencido a corrida da Xfinity no fim de semana anterior a Brsitol

Erik Jones já estava em casa, neste domingo, quando recebeu uma mensagem no celular. Era de Joe Gibbs. E o dirigente o chamava para estrear na Nascar.

Tendo competido na Xfinity no dia anterior, Jones já havia deixado o circuito de Bristol e retornado à Carolina do Norte para assistir à prova pela televisão.

Durante a corrida paralisada diversas vezes pela chuva, Denny Hamlin sofreu com dores no pescoço e pediu para deixar a prova após apenas 22 voltas, quando a água começava a cair.

O problema é que não havia substituto no circuito. A solução encontrada por Gibbs foi enviar um jatinho para buscar Jones e trazê-lo ao coliseu do Tennessee enquanto a bandeira vermelha ainda estava acionada.

A viagem entre a Carolina do Norte e o Tennessee durou 34 minutos, mas o garoto ainda precisou pegar o helicóptero por mais cinco minutos até chegar à pista, onde os trabalhos de secagem já estavam terminando.

Por fazer a estreia na principal divisão da Nascar, ele precisou ser aprovado pela direção da categoria americana. Assim, ele só conseguiu subir no carro número 11, oito minutos antes de a corrida recomeçar.

Erik Jones
Arte da Fox Sports sobre o domingo de Erik Jones

Os problemas de Jones continuaram quando a bandeira verde foi acionada. Como ele e Hamlin têm tamanhos diferentes, o garoto pediu mudanças na posição do banco e até um volante novo, uma polegada maior que o de Hamlin, que estava muito próximo do corpo.

Depois de relargar no fim do grid e com o volante novo, Jones terminou a prova em 26º, com seis voltas de atraso.

Quando Erik Jones venceu a etapa da Xfinity no Texas, superando alguns dos principais pilotos da Sprint Cup, há dois fins de semana, Joe Gibbs afirmou que a estreia do jovem piloto na principal divisão da Nascar aconteceria antes do esperado. O que nem Jones imaginava é que ela viria tão rapidamente.

Agora o plano de Gibbs é colocar o jovem piloto no carro 18 em algum fim de semana completo até que Kyle Busch se recupere da lesão sofrida em Daytona. David Ragan tem sido o substituto desde a segunda etapa da temporada.

Uma alternativa para o dirigente é emprestar o garoto para o time de Michael Waltrip, que tem Brian Vickers afastado das pistas devido a novos coágulos no sangue. O americano viu Brett Moffitt entrar no lugar, mas o piloto de testes não está confirmado para todas as etapas. A Waltrip também tem espaço para um terceiro carro para Jones, se precisar.

Clique aqui para ver os resultados completos da Nascar no fim de semana, assim como os das principais categorias do automobilismo mundial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s