Ferrari Racing Series

Lance Stroll começou 2015 no alto do pódio
Lance Stroll começou 2015 no alto do pódio

Conhecida como o primeiro campeonato do ano, a Toyota Racing Series poderia mudar de nome para Ferrari Racing Series.

Isso porque nas três primeiras corridas da temporada 2015, disputadas neste fim de semana em Ruapuna Park, na Nova Zelândia, levou a melhor quem correu com o tradicional vermelho de Maranello.

A pole-position para a etapa de abertura do campeonato ficou com Brandon Maisano, antigo integrante da Academia da Ferrari e que desde o ano passado retornou à esquadra italiana atuando como uma espécie de coach de Lance Stroll, o segundo no grid.

A liderança do francês, porém, não durou muito tempo. Ele escapou ainda na primeira volta, entregando a ponta justamente a Stroll. A partir daí, o canadense passou ser pressionado por Stefan Riener, beneficiado também pela entrada do safety-car.

O austríaco chegou a grudar no pupilo da Ferrari em duas oportunidades, mas não teve tempo suficiente para tentar a ultrapassagem. Assim, Stroll recebeu a bandeira quadriculada na frente, com Riener cruzando a linha de chegada 0s318 atrás. Só que o piloto europeu depois acabou punido em 10s por ter queimado a largada, caindo para 11º. Com isso, Arjun Maini e Thomas Randle completaram o pódio.

Competidores de última hora
Competidores de última hora

A segunda prova da rodada teve o nobre Ferdinand Habsburg saindo na frente por causa da regra do grid invertido. Mas Maisano dessa vez não perdeu tempo, tracionou melhor e ganhou a primeira colocação nas curvas iniciais.

Habsburg ainda foi ultrapassado por Charlie Eastwood em uma relargada, após o safety-car ter retornado devido a erro de Artem Markelov. Um novo acidente, com Brendon Leitch e Dzhon Symonian, chamou novamente o carro de segurança e acionou a bandeira vermelha. Como faltavam duas voltas para o fim, a corrida acabou encerrada mais cedo. Stroll fechou em quarto.

A última prova, a mais longa e importante da etapa de Ruapuna, teve Sam MacLeod largando na pole. O escocês, entretanto, rodou logo no começo, obrigando diversos carros a fazerem manobras evasivas – e consequentemente perdendo tempo – para evitá-lo. Melhor para o canadense da Ferrari, que pulou de segundo para primeiro e ainda conseguiu abrir 3s de vantagem.

Quem também foi beneficiado pelo erro de MacLeod foi James Munro. O neozelandês saiu da oitava colocação rumo à vice-liderança e, imprimindo um ritmo muito forte, cortava 0s7 por volta com relação a Stroll. O piloto da Giles, porém, acabou forçando demais nessa perseguição e rodou. A vice-liderança, então, passou a Maisano, mas o francês também se acidentou.

Com isso, o segundo lugar caiu no colo de Maini. Estando quase 10s atrás de Stroll, o indiano passou a se preocupar em não permitir a aproximação de Markelov ao invés de tentar lutar pela liderança. Assim, sem maiores problemas, Stroll recebeu a bandeira quadriculada na frente, pela segunda vez no fim de semana.

Stroll superou pilotos mais experientes em Ruapuna
Stroll superou pilotos mais experientes em Ruapuna

Para quem acompanhou a F4 Italiana, a abertura da temporada da Toyota Racing Series foi um déjà vu. Stroll e Maisano dominaram o grid, embora o francês não tenha conseguido transformar o bom desempenho em muitos pontos. Ainda assim, o ‘veterano’ foi beneficiado pela regra do grid invertido para abocanhar uma vitória.

No entanto, ao contrário do campeonato italiano, quando tinham o melhor equipamento, dessa vez a situação é mais equilibrada. A TRS está estreando um novo carro, o FT-50, então as equipes não deixam de estar começando do zero. Fora que a M2, o time que ambos defendem na Oceania, ficou longe da briga pelo título no ano passado.

Assim, por mais que haja suporte da Prema e da Academia da Ferrari para os dois na Nova Zelândia, é inegável que Stroll é real. Se havia alguma dúvida no momento em que a escuderia italiana o havia contratado quando era um pré-adolescente, o garoto aprendeu todas as lições e vem evoluindo em um piloto consistente, rápido e que comete poucos erros, portanto no caminho certo para sonhar com a F1.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos da Toyota Racing Series. A próxima etapa da temporada é já neste fim de semana em Teretonga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s