A Flying Lizard inscreverá dois Porsche em 2015 - foto wikimedia
A Flying Lizard inscreverá dois Porsche em 2015 – foto wikimedia

Durante muito tempo, Porsche e a equipe Flying Lizard foram sinônimos no automobilismo norte-americano. É que, desde que foi fundada, em 2003, a esquadra californiana passou muitos anos competindo com carros da marca alemã na American Le Mans Series (ALMS).

A parceria foi tão grande que entre 2007 e 2012 o time de Seth Neiman ganhou status de equipe de fábrica. Com apoio direto da montadora, contou com nomes de peso, como Jörg Bergmeister, Patrick Long, Patrick Pilet, Marco Holzer e Lucas Luhr, todos com contrato com a fabricante de Stuttgart.

Como resultado, vieram três títulos entre os pilotos – de 2008 a 2010 – e dois entre as equipes, em 2008 e 2009, sempre vencendo fortes adversários, como Ferrari, BMW e Corvette.

Mas tudo sempre tem um fim. Em 2013, a Porsche mudou a estratégia no automobilismo global. Com o surgimento do programa do WEC e a nova geração dos carros GT, a fabricante acabou cortando os laços com a Flying Lizard. O impacto foi iminente, a esquadra passou a competir na divisão Pro-Am da ALMS e fazendo amplo uso de pilotos pagantes.

O choque foi ainda maior no ano passado. Na temporada de estreia da United Sportscar, os lizards surpreenderam a todos ao anunciar um acordo com a Audi. Estava na hora de deixar as glórias da época da Porsche para trás e seguir um novo caminho no esporte a motor.

No entanto, a aventura na USCC não aconteceu da maneira esperada. O novo campeonato de endurance dos EUA se mostrou muito caro e fez com que diversas equipes repensassem os planos para 2015. A Flying Lizard estava entre elas. Entre fazer figuração nas provas de longa duração e lutar pela vitória em campeonatos menores, eles escolheram a segunda opção.

E aí houve o reencontro com uma velha amiga. Para esta temporada, o time anunciou nesta sexta-feira, dia 16, que vai inscrever dois carros para a disputa da Porsche Cup americana, contando com toda a expertise dos anos de parceria com a montadora alemã.

Além da participação na Porsche, os lizards ainda vão alinhar – em parceria com a equipe K-PAX – três McLaren na Pirelli World Challenge, campeonato de GT dos EUA. Por causa dos altos custos, o calendário na United Sportscar ainda não está confirmado. A esquadra terá um Audi nas 24 Horas de Daytona, no fim de janeiro, mas não definiu se estará em outras etapas da temporada regular ou do NAEC.