Automobilismo, um esporte de contato (com o muro)

Esse tipo de coisa acontece...
Esse tipo de coisa acontece…

Se há um ponto em que pilotos e fãs do automobilismo não concordam é quanto a acidentes.

Quem nunca assistiu a uma corrida esperando pelo momento em que alguém perderia o controle e se esborracharia no muro, deixando pedaços de carro pela pista e causando uma reviravolta na classificação com a entrada do safety-car?

Enquanto esses momentos alegram os torcedores, para os competidores é no mínimo um susto indesejado. Além de desperdiçar a chance de conquistar um bom resultado, cada batida também significa o risco de sofrer uma grave lesão ou ainda um golpe duro no bolso, dependendo do acordo de seguro que tiverem.

Felizmente a segurança no esporte a motor tem evoluído, e mesmo os acidentes visualmente mais assustadores têm levado menos perigo. É claro que, por outro lado, colisões como a de Jules Bianchi no GP do Japão do ano passado ou de Dario Franchitti em Houston, em 2013, continuam a existir, mas a situação tem melhorado.

Assim, ao menos em uma coisa pilotos, integrantes de equipes e torcedores estão do mesmo lado: nada melhor que, após um incidente, ver os competidores saírem ilesos dos carros e já começarem a se preparar para a próxima corrida.

Por isso, chegou a hora de lembrar o que de melhor – ou de pior – aconteceu em 2014, com um resumo dos maiores acidentes da última temporada. Tem de tudo. Desde os famosos Big One da Nascar até o toque entre Nicolas Prost e Nick Heidfeld, que colocou a F-E no mundo, logo na corrida inaugural, na China.

P.S.: após ver esse vídeo, dá para chegar a uma conclusão: é impressionante como Matt Kenseth e Mikhail Aleshin se envolveram em metade das confusões de 2014. Lembrando que o russo foi parar no hospital após o grave acidente da etapa de Fontana da Indy, mas já está recuperado. Ele só não foi confirmado para a próxima temporada, porque o banco SMP, que o patrocina, tem sofrido com as sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos à Rússia, em decorrência da crise na Crimeia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s