Um Lauda voltou ao alto do pódio
Um Lauda voltou ao alto do pódio

Não foi só o Mundial de Endurance (WEC) que correu neste fim de semana no Bahrein. Enquanto Toyota, Porsche e Audi faziam os últimos preparativos para encarar a corrida de seis horas de duração, quem ia à pista era o MRF Challenge, campeonato indiano pré-F3, que foi encarregado de fazer a preliminar do evento.

Depois de dois anos reunindo bons pilotos da Europa, Ásia e Estados Unidos, o certame de base ganhou destaque em 2014 ao reeditar a briga entre Niki Lauda e James Hunt na temporada 1976 da F1 e retratada recentemente no filme ‘Rush’. Para isso, os organizadores do campeonato convidaram os filhos dos ex-pilotos de F1, Mathias Lauda e Freddie Hunt, para competirem.

Só que o novo embate vai tendo um resultado um pouco diferente do que aconteceu há quase 40 anos. Se James Hunt conquistou o título da F1 em 1976, desta vez é a família Lauda que vai comemorando. É verdade que Mathias está longe da luta pelo título do MRF, mas o austríaco – com passagens pela F3000, DTM e Nascar Europeia – teve motivos para celebrar neste sábado, dia 15.

Isso porque ele conquistou de ponta a ponta a primeira vitória da carreira no campeonato. Lauda, na verdade, foi beneficiado pela regra do grid invertido. Tendo chegado em sexto na terceira bateria, ele foi promovido à pole-position, tendo o brasileiro Vinicius Papareli largando ao lado. Hunt, por sua vez, alinhou apenas em 14º devido a um acidente na prova anterior.

A partir daí, o filho do agora dirigente da Mercedes não teve problemas para controlar o ritmo. Após as 12 voltas da disputa, ele recebeu a bandeira quadriculada com uma vantagem de 0s6 para o sul-africano Kyle Mitchell. Papareli abandonou enquanto brigava para manter a segunda colocação, enquanto Hunt deixou a disputa ainda na segunda volta, quando já havia ganhado algumas posições.

Mesmo com a derrota – ainda que momentânea – de Hunt, os britânicos têm motivos para comemorar, uma vez que Toby Sowery lidera o campeonato. O irlandês Ryan Cullen vem logo atrás.

Desta vez o MRF Challenge teve apenas Papareli como representante do Brasil. Pedro Cardoso, que havia participado da primeira etapa, ficou de fora. Outra ausência importante no grid foi o badalado jovem russo Nikita Mazepin. A última etapa da temporada está marcada para os dias 24 e 25 de janeiro, em Madras, na Índia.

Você pode clicar aqui para ver os resultados completos do MRF Challenge neste fim de semana, assim como das principais categorias do automobilismo mundial.