Ok, Palmer

Wil Palmer criou uma celebração pessoal de vitórias
Wil Palmer criou uma celebração pessoal de vitórias

A família Palmer esteve perto em 2014 de um feito raro no automobilismo: ver os dois irmãos serem campeões de diferentes certames. Enquanto Jolyon, o mais velho, venceu a GP2 com uma rodada de antecipação, Will, de 17 anos, chegou à etapa decisiva da F4 Inglesa com pequenas chances de ficar com a taça. E um acidente na primeira volta acabou com qualquer sonho do garoto.

No entanto, ele terá uma nova oportunidade de repetir o irmão mais velho. Nesta sexta-feira, dia 31, o britânico anunciou que vai disputar o campeonato de inverno da F4 Inglesa para acumular mais quilometragem e também poder lutar pelo título.

É verdade que ser campeão do torneio de inverno não tem o mesmo prestígio, afinal estamos falando de um campeonato geralmente com grid esvaziado e disputado em apenas dois fins de semana. Mas na hora de colocar o nome da família na história vale tudo.

Para ficar com a taça, o ideal, é claro, que o garoto vença algumas corridas. E é aí que está a parte interessante. Desde que estreou nos monopostos, Palmer inventou uma discreta comemoração ao unir os dedos indicador e polegar da mão – num sinal de ok – na hora de receber a bandeira quadriculada.

A comemoração obviamente é tão efusiva quanto pode se esperar de um britânico. Porém, se o piloto resolver fazê-la um dia aqui no Brasil, ele poderá ter problemas. Isso porque no mês de outubro a NBA foi ao Rio de Janeiro para um jogo de pré-temporada e orientou aos jogadores das equipes de Miami e de Cleveland que não fizessem esse tipo de celebração.

É que no basquete, ao contrário de Palmer, tocar os dedos indicador e polegar de uma mão, deixando os outros três esticados é uma forma de comemorar quando um jogador acerta uma cesta de longa distância, que vale três pontos. Só que a NBA considerou que esse gesto, pela cultura brasileira, também pode ser considerado um xingamento, aí pediu para que os atletas o evitassem.

Voltando à F4 Inglesa, dois brasileiros estão garantidos no torneio de inverno: Gaetano Di Mauro e Enzo Bortoleto, ambos pela equipe Petroball. Então, um aviso para os dois rapazes, se Palmer vencer uma corrida no torneio e fizer o gesto com a mão, ele está apenas comemorando a vitória, viu? Não está ofendendo vocês!

Veja a comemoração em detalhe abaixo, as fotos são da F4 Inglesa:

comemoração Palmer

Anúncios

Um comentário sobre “Ok, Palmer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s