Treinos da F-Renault Alps em Mugello

Charles Leclerc foi o mais rápido na Itália na F-Renault
Charles Leclerc foi o mais rápido na Itália na F-Renault

É verdade que a F-Renault Alps está vivendo longos dois meses de férias de verão. Mas isso não significa que os pilotos foram obrigados a ficar todo esse tempo longe dos carros. É que nos dias 26 e 27 de agosto, nesta terça e quarta-feira, a categoria se reuniu em Mugello, sede da penúltima etapa do campeonato, para dois dias de testes coletivos.

As atividades mais uma vez foram organizadas pela empresa Marzi Sports, o que permitiu a times de outras categorias estarem presentes. Fora o grid da F-Renault, quatro carros da Euroformula Open e um da F4 Italiana também deram voltas no traçado italiano.

E quem levou a melhor foi justamente o equipamento da DAV na Euroformula. A equipe não divulgou que piloto estava em qual bólido, mas um dos competidores foi Leonardo Pulcini, que disputada a F4 Italiana e teve a primeira oportunidade em uma máquina de F3. Além do italiano, a esquadra inscreve carros regulamente para Henrique Baptista e Gerardo Nieto.

O principal adversário da DAV foi Christopher Höher, da BVM. O austríaco, no entanto, não conseguiu fazer frente aos adversários e fechou apenas com a quarta melhor marca na Itália.

Indo direto à F-Renault Alps, o melhor tempo ficou com Charles Leclerc, da Fortec. Depois de conquistar duas vitórias na etapa passada, em Monza, o monegasco dominou os treinos e foi quase 1s mais rápido que o restante do grid. O garoto da Fortec liderou duas das quatro sessões de pista, sendo superado por Alessio Rovera, na primeira manhã de atividade, e por George Russell, na última ida à pista.

Aliás, foi com o tempo obtido na quarta à tarde que o britânico conseguiu o sexto lugar na tabela. Depois de ficar de fora da categoria em Monza devido a um problema de saúde, Russell tenta acabar com um jejum de pódios que já dura desde a etapa do Red Bull Ring, disputada em maio. Para isso, o garoto conta com o bom desempenho da equipe Koiranen e da boa fase na F4 Inglesa, categoria que também disputa e é líder.

A sétima posição foi de Matevos Isaakyan. O russo, que perdeu a vice-liderança do campeonato para Leclerc em Monza, mais uma vez se colocou na parte da frente da tabela de tempos, mas em momento algum conseguiu ser páreo para o monegasco.

Martin Kodric, no segundo carro da Fortec, foi o oitavo. O croata, que teve uma difícil adaptação aos monopostos, tem começado a andar bem, principalmente pelo tempo extra de pista, uma vez que disputa tanto a F-Renault Alps quanto a Norte-Europeia. Prova disso é que ele ficou em segundo entre os carros da modalidade em Mugello em metade das sessões.

Rovera, que pode ficar de fora da próxima etapa da categoria devido a problemas financeiros, foi o nono ao tomar parte apenas dos treinos da terça-feira. A décima colocação ficou com o estreante Paul Hökfelt Jr, vindo da F4 Francesa. O novato andou pela Tech 1, o que pode ser uma prévia do que vai acontecer em 2015.

George Russelll tenta dar a volta por cima na temporada
George Russelll tenta dar a volta por cima na temporada

O suíço, aliás, não foi a única novidade do grid. A própria esquadra ainda deu oportunidades para Bryan Elpitiya – também da F4 Francesa – e para o kartista Julien Falchero. Já a Fortec teve o irlandês Charlie Eastwood – que compete na F4 Inglesa – em um dos carros.

Quem também teve novidades foi a Cram, que testou o brasileiro Vitor Baptista, atual líder da divisão Light da F3 Brasil. O paulista teve o 13º lugar na última sessão como melhor resultado, mas acabou caindo para 19º na soma dos tempos. Baptista já havia andado com a escuderia italiana na pré-temporada, mas optou por correr no Brasil em 2014.

O país, aliás, ainda teve mais dois pilotos em Mugello. Competindo pela MGR, Pietro Fittipaldi foi presença constante no top-10, mas caiu para 14º no combinado, uma vez que não conseguiu ter um bom desempenho na manhã de quarta, justamente quando as condições da pista estavam melhores.

Já Thiago Vivacqua chegou a andar em 16º na última sessão, mas fechou apenas em 23º na soma dos tempos.

A F-Renault Alps agora não tem muito tempo para avaliar os resultados da atividade, uma vez que a etapa de Mugello está marcada para os dias 6 e 7 de setembro. Vale lembrar que o grid nesta semana esteve desfalcado do líder do campeonato, Nyck de Vries, que também disputa a F-Renault Eurocup e por isso não pode participar dos testes coletivos. (clique na tabela para ampliar, se necessário).

Confira os tempos dos treinos em Mugello:

tempos mugello

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s