Nelsinho Piquet na Sprint Cup

Nelsinho Piquet volta à Nascar neste fim de semana
Nelsinho Piquet volta à Nascar neste fim de semana

Quando Nelsinho Piquet anunciou no começo do ano que iria se dedicar apenas ao Global Rallycross – e mais tarde também ao GT Series – em 2014, o piloto também deixou em aberto a possibilidade de voltar à Nascar. A intenção era fazer apenas uma corrida ou outra e, quem sabe, se tornar o primeiro brasileiro a triunfar na categoria.

Em junho, ele já havia ensaiado um retorno ao participar dos treinos livres para uma etapa da Truck Series em substituição a John Wes Townley. Mas nada de correr.

A volta para valer, porém, não demorou muito a acontecer. Nesta segunda-feira, dia 4, o brasileiro apareceu na lista de inscritos para a etapa de Watkins Glen da Sprint Cup, marcada para este fim de semana.

De acordo com a relação divulgada, Piquet vai correr com o Ford de número 77 da equipe de Randy Humphrey. E, ao que tudo indica, ainda não será dessa vez que o brasileiro poderá brigar pela sonhada primeira vitória na divisão principal da Nascar.

Isso porque, pelo que mostrou até agora, esse é o pior time da Nascar neste ano. Estreando em 2014, a escuderia teve Dave Blaney como piloto até a etapa de Michigan. Nesse período, eles se inscreveram para 11 provas e não conseguiram se classificar para sete delas. Nas quatro em que participou, o americano obteve o 33º lugar em Dover como melhor resultado.

Humphrey, na verdade, já tinha alguma experiência como dono de equipe de outros times na Nationwide. Mas geralmente fazia parte da turma do start-and-park, aqueles pilotos que começam uma corrida e estacionam após algumas voltas para poupar o equipamento e garantir o dinheiro da premiação. Blaney, porém, competiu de forma integral em todas as provas que fez em 2014.

Claro que sempre existe a possibilidade de Nelsinho apenas estar usando os pontos conseguidos por Humphrey no campeonato de donos de equipe e ter o equipamento preparado por outro time, melhor estruturado. Mas nada disso foi divulgado até agora e, se houver alguma indicação, eu atualizo aqui.

O que pode pesar a favor do brasileiro é o bom desempenho por equipes menores. A própria estreia na Nationwide, em 2010, aconteceu no mesmo circuito de Watkins Glen, com o piloto chegando em sétimo. Na ocasião, ele correu pela equipe de Mike Curb, que até começou aquela temporada bem, mas depois que foi vendida acabou lutando apenas na parte debaixo da tabela.

Assim, se o brasileiro, que terá o primeiro contato com carro da Sprint Cup neste fim de semana, conseguir levar o frágil equipamento da equipe Humphrey a terminar na volta do líder, então já será um feito e tanto.

2 comentários sobre “Nelsinho Piquet na Sprint Cup

  1. Ele conseguiu e fez o melhor resultado da equipe na “história”.. E terminou na volta do líder graças a um lucky dog inesperado no final. Agora fica a torcida para que ele volte de vez para a Nascar em 2015, seja na Truck Series ou na Nationwide, está ótimo. E que consiga um carro que lute por top 5 constantemente, pois aí voltar a vencer seria consequencia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s