Aric Almirola venceu a etapa de Daytona da Nascar
Aric Almirola venceu a etapa de Daytona da Nascar

Oficialmente, a primeira vitória de Aric Almirola em uma das três principais divisões da Nascar aconteceu em 23 de junho de 2007, em Milwaukee. No entanto, naquele sábado, o último lugar em que o americano queria estar era no Victory Lane.

O drama todo aconteceu porque quem estava escalado para dirigir o carro número 20 da equipe de Joe Gibbs naquela corrida era Denny Hamlin. No entanto, como o piloto se atrasou devido ao mau tempo para deixar Sonoma – onde a Sprint Cup competia – e voar para Milwaukee, Almirola foi obrigado a largar com o carro, afinal já tinha participado de todos os treinos livres e da classificação.

Embora Almirola estivesse na luta pela vitória com Carl Edwards, o patrocinador exigiu que a troca de pilotos fosse feita. E, assim, Hamlin assumiu o volante na volta 60, levando-o à bandeira quadriculada. Pelas regras da Nascar, no entanto, a vitória, os pontos e a premiação foram convertidos para Almirola, quem começou a corrida.

Frustrado com a situação, o piloto deixou a equipe de Joe Gibbs no fim daquela temporada, passou por diversos times da própria Sprint Cup, da Nationwide e da Truck Series até ser contratado pela escuderia de Richard Petty, há alguns anos, para pilotar o lendário carro com o número 43.

O time pouco a pouco foi crescendo. Com mais investidores para este ano, o desempenho tanto de Almirola quanto de Marcos Ambrose já havia melhorado, mais ainda faltava uma vitória. E ela veio neste domingo, em Daytona, em decorrência de a prova ter sido encerrada mais cedo por causa de duas bandeiras vermelhas e da chuva na região.

Mesmo que a corrida não tenha chegado ao fim, Almirola finalmente pôde ir ao Victory Lane para celebrar um merecido triunfo – ele também já havia vencido duas vezes na Truck Series – e, de quebra, está praticamente garantido no Chase de 2014.

Fazia tempo que o número 43 não aparecia em primeiro
Fazia tempo que o número 43 não aparecia em primeiro

Essa também foi a vitória 199 do carro 43 na Nascar. Como Petty chegou na frente 200 vezes na categoria, há certa confusão, e muita gente acha que o numeral já ultrapassou a marca bicentenária. Ainda não.

Esse erro acontece porque antes da chamada Era Moderna da Nascar (a partir de 1972), o calendário da categoria era muito bagunçado, com diversas corridas em uma mesma semana, o que praticamente impedia um piloto de participar de todas as etapas. Assim, em algumas provas já havia outros competidores com o 43, forçando Petty a mudar de número.

O heptacampeão, na verdade, triunfou 192 vezes com o numeral. O pai, Lee Petty, venceu uma vez, em 1959, na pista de North Wilkesboro. Já Jim Paschal ganhou duas vezes em 1963, uma em Bowman-Gray e a outra em Tar-Heel.

Com a aposentadoria de Petty, o 43 continuou a correr. Supervisionado pelo ex-piloto, ele visitou o Victory Lane em quatro oportunidades: duas com Bobby Hamilton (Phoenix/1996 e Rockingham/1997), uma com John Andretti (Martinsville/1999) e agora com Almirola, totalizando as 199 conquistas.

As oito corridas que faltam para chegar às 200 de Petty foram seis provas usando o 41 entre 1963 e 1965 e outras duas com o 42, em 1962 e 1965.