O dia em que Gil de Ferran defendeu a França

A Nations Cup aconteceu entre 1990 e 1998
A Nations Cup aconteceu entre 1990 e 1998

Uma das histórias dessa Copa do Mundo de futebol foi a do atacante Diego Costa, que até chegou a jogar pelo Brasil em alguns amistosos, mas acabou aceitando se naturalizar espanhol para disputar a competição. A participação do jogador, no entanto, foi trágica. A equipe ibérica foi eliminada na primeira fase, e Diego sequer chutou ao gol durante o torneio.

O atacante, obviamente, não é o primeiro atleta do país a disputar uma competição por outro. Na própria Copa, há diversos jogadores que nasceram deste lado do mundo, mas escolheram defender outras pátrias.

No automobilismo, acontece a mesma coisa. Na extinta A1 GP, o time do Líbano chegou a colocar Allam Khodair para correr em algumas etapas, já que o país asiático não tinha um grande nome no esporte. Além do brasileiro, até mesmo Graham Rahal e Daniel Morad receberam a oportunidade.

Só que antes mesmo de Khodair, outro brasileiro já vestiu a camisa – e o macacão – de um time diferente. Tudo começou em 1990, quando a Associação Europeia de Pilotos de Fórmula (EFDA, na sigla em inglês) resolveu criar uma disputa entre países, de uma forma parecida com o que acontece nas Olimpíadas.

A Copa das Nações (Nations Cup), como o torneio foi chamado, foi marcado para acontecer nos dias 19 e 20 de julho daquele ano na pista de Spa-Francorchamps. A escolha da pista belga (de grande extensão) não foi por acaso, já que a EFDA esperava um grid recheado. A decisão de usar carros da F-Opel/Lotus foi pelo mesmo motivo, já que esse certame equivalia ao que hoje é a F-Renault, então seria mais fácil achar dois pilotos por país na hora de formar as equipes.

O resultado foi um sucesso. Na Bélgica, 17 equipes e 34 pilotos apareceram para correr. O Brasil estava entre os favoritos, pois contava com Rubens Barrichello – destaque na F-Opel – e André Ribeiro. Mas para ficar com a taça, o duo precisaria vencer o Reino Unido, de David Coulthard, a Holanda, do saudoso Marcel Albers, e a França, de Gil de Ferran.

Gil nessa época também era um dos principais pilotos do campeonato europeu da F-Opel, mas tinha ficado sem vaga no time brasileiro. Assim, para fortalecer a escalação da França, o futuro bicampeão da Indy acabou sendo chamado. Como no esporte sempre valeu tudo para aumentar as chances de uma seleção, os franceses aproveitaram que De Ferran de fato nasceu em Paris, mas algo que nunca tirou o fato de ele ser brasileiro.

O problema é que mesmo com o reforço, a França não foi bem. Ao lado de Olivier Hulot, o time fechou a competição apenas com a décima colocação, e a torcida dos bleus ficou ainda mais irritada quando descobriu que De Ferran não fala nada de francês.

Quanto aos brasileiros, Barrichello venceu a corrida, mas Ribeiro fechou apenas em 13º. Pelas regras, eles marcaram 14 pontos, somando a posição de chegada da dupla. O resultado só não foi o suficiente para superar Portugal. Pedro Lamy foi o quinto, enquanto Diogo Castro Santos completou em sexto, dando 11 pontos aos ibéricos. Como o campeão era quem marcasse menos pontos (e tivesse as melhores posições de chegada), os lusos garantiram a taça e a medalha de ouro.

Além da medalha de prata conquistada por Barrichello e Ribeiro, os time brasileiro repetiu o segundo lugar em 1997 (com Marcelo Battistuzzi e Wagner Ebrahim) e foi terceiro em 1993 (Tony Kanaan e Luis Garcia Jr) e 1996 (Ebrahim e Ricardo Maurício).

A categoria durou até 1998, quando apenas cinco times de quatro países se reuniram em Zandvoort.

Um comentário sobre “O dia em que Gil de Ferran defendeu a França

  1. Bem interessante essa categoria, nunca tinha ouvido falar. O interessante é ver que houve ainda tempo de colocarem um carro da DDR no grid, provavelmente na esteira da euforia da reunificacao “em pé”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s