Mau envelhecimento

A F3 Inglesa deu o pontapé inicial de 2014 nesta terça
A F3 Inglesa deu o pontapé inicial de 2014 nesta terça

Você se lembra do que fez em 2011? Incrivelmente, eu me recordo. Nesse passado não tão distante, uma das categorias em que eu cobria para o site em eu trabalhava era a F3 Inglesa. Naquela temporada, os brasileiros foram destaque, com Felipe Nasr conquistando o título com uma ampla vantagem contra Kevin Magnussen, enquanto Lucas Foresti e Pietro Fantin também venceram provas.

O grid ainda foi reforçado por nomes de peso em algumas etapas. Em Nürburgring e Paul Ricard, António Félix da Costa se juntou ao certame, pela Hitech, e criou uma rivalidade muito forte com Magnussen. E, para serem liberados e correr em Macau, Valtteri Bottas, Alexander Sims e Mitch Evans disputaram as etapas finais.

Outra categoria que também tive a oportunidade de acompanhar foi a F3 Sudamericana. No entanto, o campeonato aqui do Cone Sul não teve o mesmo destaque. Apesar de ter revelado bons nomes, como Bruno Bonifácio e Guilherme Silva, o certame teve apenas dois pilotos disputando todas as provas.

Menos de três anos depois, as duas categorias viram o processo de decadência se agravar. A F3 Sudam passou para o controle da Vicar, teve grids cada vez menores e acabou fechando as portas no fim de 2013. Neste ano ela deu origem à F3 Brasil. O novo campeonato teve um começo melhor, reunindo 16 participantes no último fim de semana, em Tarumã.

Já a F3 Inglesa ainda não tem muito motivos para ficar aliviada. Depois do título de Nasr, a categoria tomou algumas decisões erradas. O campeonato resolveu adotar o novo carro da Dallara, o F312, o que naturalmente encareceu os custos e afugentou as equipes menores.

O resultado foi cada vez menos carros. Como a F3 Europeia também não tinha um grid forte, a solução encontrada pelo responsável da FIA pelas categorias de base, Gerhard Berger, foi tentar matar a F3 Inglesa e criar apenas um campeonato rentável, o europeu.

Andy Chang Chung foi um dos destaques em Donington
Andy Chang Chung foi um dos destaques em Donington

E mais ou menos isso o que acabou acontecendo. É verdade que a F3 Europeia está mais forte do que nunca, com quatro fornecedoras de motor e praticamente 30 carros por etapa. Mas a categoria inglesa não morreu. No ano passado, realizou apenas quatro etapas para manter o legado do nome, enquanto, para 2014, resolveu apostar em um calendário com corridas apenas no Reino Unido, além da tradicional visita a Spa-Francorchamps.

O plano foi bem celebrado e aceito por boa parte das equipes. Tanto que não demorou para os primeiros pilotos serem anunciados. O problema é que as adições pararam por aí. Nesta terça-feira, dia 8, a F3 Inglesa realizou o Media Day, que marca a abertura oficial da nova temporada, com uma manhã de treinos no circuito de Donington Park, além de entrevistas para a imprensa local.

E foi um fiasco já anunciado. Ao todo, apenas oito carros estiveram presentes. A metade do que Tarumã reuniu. E isso porque dois competidores – Sam Brabham e Alex Gill – testaram, mas não vão participar do campeonato neste ano, pois já estão inscritos na F-Ford e na F-Renault, respectivamente.

Nem mesmo a questão do desempenho ajudou. Embora as bandeiras vermelhas na segunda sessão tenham atrapalhado para ver quem é quem, o cenário não pareceu animador. O segundo colocado foi Andy Chang Chung, um jovem de Macau que fez certo sucesso no kartismo. O problema é que o garoto também vai correr neste ano na Euroformula e, nos treinos da outra categoria, ficou constantemente nas últimas posições, muito longe dos mais rápidos.

Claro que do Media Day até o começo da temporada, marcado para o dia 3 de maio, em Rockingham, muita coisa ainda pode acontecer. Mas a menos que haja algum tipo de milagre, a situação não deve melhorar muito. Talvez os organizadores da F3 Inglesa pudessem dar uma olhada na coirmã brasileira e tentar descobrir uma coisa ou outra para aumentar o grid.

Pensando bem, isso era algo impensável de se dizer em 2011.

Confira os tempos da F3 em Donington Park:

temposdonington

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s