House of Cards

Felipe Massa bateu o pé e não deixou Bottas passar
Felipe Massa bateu o pé e não deixou Bottas passar

Fico impressionado com como as pessoas têm a capacidade de acabar com um planejamento assim sem mais nem menos. Quando a Williams contratou Felipe Massa para ser parceiro de Valtteri Bottas em 2014 em um pacote que contava com o bom motor Mercedes, o icônico patrocínio da Martini e um reserva promissor – e endinheirado em Felipe Nasr – o time parecia que estava dando os passos certos para voltar a ser grande.

Nada impede que o time consiga voltar a vencer corrida nesta temporada. Mas, após o GP da Malásia, a escuderia de Grove vai ter mais dificuldades que nunca.

Tudo por causa das já conhecidas ordens de equipe. Nas últimas voltas da prova em Sepang, a Williams ordenou que Massa entregasse a sétima colocação ao companheiro de equipe como uma estratégia para superar Jenson Button. Como Bottas tinha pneus mais novos, fazia mais sentido que ele desafiasse o piloto da McLaren e não o brasileiro.

O errado, na verdade, nem é ter jogo de equipe. Faria sentido que Bottas ultrapassasse, da mesma forma que fez sentido todas as artimanhas da Ferrari entre Massa e Alonso, em 2012, quando o brasileiro cedeu a posição (Brasil) e foi punido de propósito (EUA) para ajudar o companheiro de equipe.

O problema em Sepang foi como tudo aconteceu. A Williams tinha milhões de maneiras de executar a inversão de posições, mas preferiu martelar aquelas cinco palavras que perseguem o ex-piloto da Ferrari desde 2010: “Fulano is faster than you”.

Desde que foi anunciado como substituto de Pastor Maldonado na escuderia inglesa, Massa dizia que essa era a chance de deixar para trás o que aconteceu na Ferrari e viver uma nova vida na F1. Não que ele tenha chances de ser campeão ou vencer corridas, mas de fazer o melhor possível para contribuir com a reestruturação da Williams ao mesmo tempo em que briga para mostrar que ainda pode ser competitivo.

Mas num momento de falta de inteligência, a Williams preferiu ignorar a principal motivação do brasileiro para ordenar a troca de posições.

Alguns caras dando ordens de equipe
Alguns caras dando ordens de equipe

Quando competia pela Ferrari, Massa soube deixar essas polêmicas para trás, tanto que ele deixou a escuderia de Maranello sendo bastante celebrado. Só que agora é preciso ver o quanto esse novo episódio vai afetá-lo. Até porque não deve ser fácil ver todo um pesadelo voltar logo na segunda corrida, em um ano cuja expectativa era ter o segundo carro mais veloz do grid.

Com a decisão de usar as mesmas fatídicas palavras da Ferrari, a Williams criou uma crise desnecessária e que pode comprometer o planejamento do ano. Se a ideia era conquistar bons resultados com Massa ao mesmo tempo em que Bottas se desenvolve, agora o time corre o risco de ver o ambiente no time se deteriorar.

É verdade que, por tudo aquilo que já mostrou, muita gente em Grove está do lado do finlandês. Só que não é inteligente descartar Massa. Nas duas corridas até agora, o brasileiro se classificou à frente do companheiro de equipe e tende a cometer menos erros, até mesmo pela experiência que já tem na F1.

E isso sem falar no risco de a crise se tornar uma bola de neve, com a Williams rachando ao meio, o que não é muito inteligente neste momento quando boa parte dos parceiros e investidores do time é brasileira.

O episódio todo acaba sendo uma pena. Quando a Williams tinha um plantel respeitável com Rubens Barrichello e Nico Hulkenberg, há alguns anos, o planejamento teve de ser descartado por causa da falta de dinheiro. O alemão, na ocasião, acabou rodando, dando a vaga a Pastor Maldonado e a grana da PDVSA.

Com uma escalação parecida em 2013 – um brasileiro experiente e um jovem promissor –, a escuderia inglesa tinha tudo para não repetir os erros daquela época, pois a Martini servia como uma espécie de cola, que garantia a permanência das peças-chave. O problema talvez nem mesmo todo o dinheiro da fabricante de bebidas seja capaz de resolver esse estrago.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s