Treinos da World Series by Renault em Jerez

Oliver Rowland foi o mais rápido em Jerez
Oliver Rowland foi o mais rápido em Jerez

Com a temporada 2014 da World Series by Renault começando no dia 12 de abril, as equipes se reuniram nesta semana, em Jerez de la Frontera, para os últimos três dias de testes coletivos antes do início do campeonato.

Como essa foi a terceira vez que os competidores foram à pista, já dá para ver quem pode ser apontado como favorito antes do início das disputas. Depois de ficar com o segundo tempo nas atividades em Aragón, Oliver Rowland colocou o carro da Fortec na primeira colocação jem Jerez ao superar o companheiro de equipe, Sergey Sirotkin, por apenas 0s095.

O bom desempenho do inglês não é por acaso. Vale lembrar que o garoto está usando o mesmo equipamento que levou Robin Frijns ao título há dois anos e Stoffel Vandoorne ao vice-campeonato no ano passado.

Sirotkin, por sua vez, não parece abalado por ter ficado sem a vaga na Sauber neste ano. O russo , que espera se juntar à F1 no ano que vem, foi um dos pilotos mais constantes durante todas as sessões realizadas no circuito andaluz e chegou a ficar com a primeira colocação na última ida à pista. No entanto, o tempo obtido não foi o suficiente para desbancar o parceiro.

Pietro Fantin foi o líder no terceiro dia dos treinos
Pietro Fantin foi o líder no terceiro dia dos treinos

A terceira posição ficou com Pierre Gasly, da Red Bull. Atual campeão da F-Renault Europeia, o francês não conseguiu mostrar o mesmo desempenho de Aragón. É verdade que ele fechou no top-3 em Jerez, mas o tempo foi obtido durante a segunda manhã de atividades. Nas demais sessões, ele acumulou dois oitavos e um nono lugar antes de voltar aos primeiros postos no último dia.

Mais rápido nos testes de Paul Ricard, Jazeman Jaafar ficou em quarto, se recuperando do desempenho não tão bom em Motorland. Carlos Sainz Jr, o outro piloto da Red Bull no certame, foi o quinto. O espanhol chegou a ser o mais rápido na segunda tarde de treinos, mas o resultado não foi o suficiente para catapultá-lo à liderança no combinado.

O sexto lugar foi de Pietro Fantin. Assim como Sainz, o brasileiro também liderou uma das sessões, mas acabou um pouco mais distante do topo. Apesar disso, o paranaense tem bons motivos para ficar satisfeito. A equipe Draco começou os treinos em Jerez com o carro saindo de frente, o que custou um pouco de desempenho. Entretanto, a escuderia conseguiu solucionar o problema, permitindo que Fantin voltasse a andar entre os ponteiros.

Norman Nato fechou em sétimo, sendo presença constante no top-10 no segundo carro da Dams. Marlon Stockinger colocou o equipamento da Lotus Charouz em oitavo, com Nikolay Martsenko aparecendo em nono. Ainda sem o futuro garantido na categoria, Nigel Melker completou em décimo.

Reserva da Mercedes no DTM, Robeto Merhi terminou em 14º ao andar novamente com a Zeta Corse. Outras novidades da lista de inscritos foram Tio Ellinas – pela Pons e pela Tech 1 – e Robert Visoiu no segundo carro da equipe de Sito Pons. Nenhum desses três pilotos ainda está confirmado para 2014. Eles também negociam com a GP3.

Beitske Visser é a primeira mulher na World Series desde Pippa Mann, em 2009
Beitske Visser é a primeira mulher na World Series desde Pippa Mann, em 2009

Os treinos em Jerez ainda viu a confirmação de Beitske Visser como titular da AVF. Depois de ser dispensada pelo programa de pilotos da Red Bull ao fim do ano passado, a holandesa vem tentando dar a volta por cima na carreira e para isso competirá na World Series by Renault após duas temporadas na Adac Masters.

O pulo da categoria alemã para o campeonato da Renault não deixa de ser grande, mas a escuderia liderada por Adrian Vallés confia em poder lapidar o talento da garota e recolocá-la no caminho das vitórias. Beitske terminou com o oitavo tempo na última sessão de treinos, ma foi apenas a 21ª no combinado.

De qualquer forma, o resultado já mostra uma evolução. Em Aragón ela finalizou 2s4 atrás do melhor tempo, enquanto em Jerez essa diferença diminuiu para 1s5. É verdade que o circuito andaluz é menor em extensão, mas a evolução de 1s não pode ser ignorada.

Por fim, a última sessão de treinos coletivos novamente viu a ausência da Carlin. Bicampeã da categoria com Mikhail Aleshin e Robert Wickens, a escuderia inglesa ainda não conseguiu acertar com algum piloto e já fala em tirar 2014 como um ano sabático do campeonato. O time reclama do preço cobrado por equipes concorrentes, sendo muito abaixo do mercado.

Confira o combinado dos tempos em Jerez:

tempows

Um comentário sobre “Treinos da World Series by Renault em Jerez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s