Apostas que valem

Dale Jr e Brad Keselowski se deram bem nas apostas em Las Vegas
Dale Jr e Brad Keselowski se deram bem nas apostas em Las Vegas

Não demorou para a Nascar começar a colher os frutos da mudança de regulamento em 2014. Com um pacote de regras que dá maior ênfase às vitórias, a corrida Las Vegas, disputada neste domingo, dia 9, deixou de ser apenas uma competição para ver quem marcava mais pontos e se tornou uma briga feroz pelo primeiro lugar.

Durante a prova, Kevin Harvick, Jimmie Johnson e Kyle Busch se colocaram como principais candidatos à vitória. No entanto, nenhum deles foi capaz de chegar ao momento decisivo brigando pela primeira colocação. Enquanto o piloto da Stewart-Haas precisou abandonar com um problema no eixo dianteiro, os outros dois foram vencidos por estratégias mais eficientes de Dale Earnhardt Jr e Brad Keselowski.

Talvez inspirado pelos cassinos de Las Vegas, quem resolveu apostar primeiro foi o piloto da Penske. Como as bandeiras amarelas se tornaram comuns na metade final da prova, Keselowski acabou optando por arriscar uma janela diferente de paradas, o que significou assumir a liderança quando todos fizeram o pit-stop, mas realizar a troca de pneus e o reabastecimento em bandeira verde.

O risco deu resultado, e o campeão de 2012 teve sorte de uma bandeira amarela ser acionada mais tarde, quando precisava voltar aos boxes. Assim, ele pôde voltar ao ciclo de paradas dos demais carros. A partir daí, foi fazer valer o forte desempenho do equipamento da Ford para desafiar Dale Jr pela primeira posição.

O piloto mais popular da categoria também resolveu ir para o tudo ou nada. Praticamente garantido no Chase por causa da vitória em Daytona, Earnhardt decidiu estender um stint para tentar fazer uma parada a menos, o que o promoveu à liderança quando a última bandeira amarela apareceu.

Mas foi Keselowski quem se deu melhor
Mas foi Keselowski quem se deu melhor

Só que Dale Jr acabou ficando pelo meio do caminho. Na última volta, o americano teve uma pane seca assim que entrou na reta oposta, permitindo que Keselowski assumisse a ponta, recebesse a bandeira quadriculada na frente e praticamente selasse o retorno aos playoffs depois de ficar de fora no ano passado.

É claro que todo piloto entra em uma corrida para vencer. Mas a necessidade de terminar na frente no novo regulamento da Nascar – em detrimento de um segundo lugar pouco atrativo – fez com Earnhardt Jr e a equipe Hendrick optassem por acelerar até o fim o que permitiu esse fim de prova emocionante.

Se fosse no regulamento do ano passado, em que a consistência era mais importante, Dale Jr poderia escolher poupar combustível nas voltas, deixar Keselowski passar, e teríamos apenas mais uma corrida como tantas outras. Afinal, o piloto teve sorte a pane seca ser na metade final da última volta. Se tivesse ocorrido antes, sempre haveria o risco de perder mais posições, que, nunca se sabe, poderiam custar a ida ao Chase em setembro.

Em tempo: Paul Menard foi um dos destaques do domingo. O piloto da Richard Childress chegou a liderar algumas voltas, mas acabou ficando para trás junto com Kyle Busch e Johnson. O curioso dessa história toda é que ele corria o risco de nem participar da corrida, pois a esposa está esperando um bebê. Ou seja, já pensou se a criança tivesse nascido? Nessa situação, o atual campeão da Truck Series, Matt Crafton, assumiria o carro e teria uma chance real de vitória justamente na estreia na principal divisão da categoria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s