A primeira vitória da carreira da Max Verstappen

Max Verstappen venceu em Palm Beach
Max Verstappen venceu em Palm Beach

Um dos destaques da temporada 2014 do automobilismo será acompanhar como Max Verstappen vai se sair no primeiro ano nos monopostos. A expectativa não é por acaso. O filho do ex-piloto de F1 Jos venceu praticamente tudo o que disputou no kartismo nos dois últimos anos e também conseguiu confirmar o bom momento nos treinos de pré-temporada.

A maior prova disso é que a primeira vitória nos monopostos não demorou a acontecer. Nesta quarta-feira, dia 5, o holandês se aproveitou da chuva na região de Palm Beach para triunfar na segunda rodada da Florida Winter Series, campeonato organizado pela Academia da Ferrari nos Estados Unidos.

Mesmo sendo um novato, durante toda a prova Verstappen esteve no controle. Largando na pole-position, o neerlandês conseguiu segurar Antonio Fuoco na primeira metade da corrida, até que o italiano começou a perder rendimento e foi ultrapassado pelos demais adversários.

A partir daí, Ed Jones e Dennis van de Laar também entraram na briga pela primeira colocação, mas a chuva que caiu na Flórida obrigou a direção de prova a acionar a bandeira vermelha quando ainda faltavam cinco minutos. Com isso, Verstappen pôde comemorar o triunfo na sexta corrida que fez na carreira.

É verdade que vencer no campeonato com apenas 11 carros não é tão difícil. Apesar da presença dos pilotos da Academia da Ferrari, boa parte do grid é formada por veteranos da F3 que até hoje não conseguiram brilhar. Tanto é que Van de Laar, Nicholas Latifi e Tatiana Calderón – que já estão há algum tempo no esporte – conseguiram a primeira conquista da carreira nessa competição.

No caso de Verstappen, ainda que possa ter sido beneficiado por essa falta de competitividade, ele fez de tudo para se colocar na luta pela vitória. Das seis corridas disputadas até agora, ele obteve duas poles, duas voltas mais rápidas, um pódio, largou três vezes da primeira fila e só não ganhou logo na estreia porque se enroscou com Fuoco quando faltava menos de cinco minutos.

Tendo precisado esperar seis provas – ou 11 dias – para subir ao degrau mais alto do pódio, a questão passar a ser como Max se saiu contra os colegas holandeses da mesma geração.

Robin Frijns
Robin Frijns venceu a quinta prova da carreira na F-BMW em 2009

Quem passou por uma situação parecida há alguns anos foi Nyck De Vries, prodígio da McLaren. Também bastante badalado por causa do extenso currículo no kartismo, o garoto levou 15 corridas – ou 106 dias – para vencer pela primeira vez, ao ganhar uma das provas da F-Renault Norte-Europeia (NEC) em Assen, em 2012.

Quem foi um pouco mais rápido foi Robin Frijns. Hoje reserva da Caterham, o piloto levou 40 dias para triunfar na quinta prova da F-BMW Europeia, em Silverstone. Já Beitske Visser foi mais veloz. A ex-pilota do Junior Team da Red Bull ganhou logo na estreia, em uma corrida que participou do GT holandês, no fim de 2010.

No caso de Beitske, se contarmos apenas as corridas nos monopostos, ela foi apenas um pouco mais precoce que Frijns. Foram 36 dias e seis corridas da Adac Masters até triunfar em Zandvoort.

A diferença de De Vries, Frijns e Visser para Verstappen é que o trio ganhou em campeonatos que são disputados ao longo de todo o ano. Já o filho de Jos venceu em um campeonato de pré-temporada, com grid enxuto e que sequer há um sistema de pontos para determinar o campeão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s