Pipo Derani na Pro Mazda

A Pro Mazda será a casa de Pipo Derani em 2014
A Pro Mazda será a casa de Pipo Derani em 2014

Quando Pipo Derani anunciou que vai disputar a Pro Mazda em 2014, a notícia não deixou de ser uma grande surpresa. É verdade que o brasileiro já estava negociando para mudar para os Estados Unidos na próxima temporada, mas o destino parecia ser a Indy Lights, principal campeonato de acesso de monopostos dos EUA.

No entanto, o piloto arrumou um investidor disposto a bancá-lo nesse caminho rumo à Indy, mas exigiu que o garoto começasse de baixo, de uma categoria menor. Em um primeiro momento, pode até parecer conversa de empresário querendo pagar menos, mas a verdade que a decisão é tão surpreendente quanto inteligente.

Pipo vem de duas temporadas boas no automobilismo europeu. Enquanto no ano passado, o piloto conquistou duas vitórias na F3 Inglesa, agora foram três pódios e o oitavo lugar na tabela da competitiva F3 Europeia, isso sem falar na terceira posição no GP de Macau.

Com toda essa experiência, é inevitável que o brasileiro apareça como um dos favoritos, mesmo estreando no campeonato. Para isso, basta levar em conta que o agora badalado Carlos Muñoz, recém-contratado da Andretti, jamais conseguiu ser firmar no Velho Continente e se transferiu para a Indy Lights, em 2012, após apenas os mesmos três pódios de Derani na F3 Euro, mas em disputas com pouco mais de dez carros e valendo a regra do grid invertido.

Para melhorar a situação do brasileiro, ele ainda vai competir pela equipe Pelfrey, campeã da categoria em 2012 com Jack Hawksworth. Levando em conta que o mercado de pilotos anda fraco e poucos nomes de peso foram confirmados – os melhores devem ser Spencer Pigot e Scott Anderson –, Pipo tem uma boa chance de ser campeão.

Caso isso aconteça, ele não só ganhará uma bolsa para correr na Indy Lights, mas também vai chegar valorizado à categoria. Afinal, acumulará no currículo o título da categoria de base, o bom retrospecto na Europa e o bom desempenho em um teste que fez com a Sam Schmidt há algumas semanas.

É a chance, portanto, de deixar de ser um bom piloto e se tornar ‘o cara’ nos EUA. Por outro lado, haverá a pressão de precisar ser campeão (ou ao menos de impressionar) mesmo sendo um estreante. Mas isso não é nenhuma novidade para um piloto.

5 comentários sobre “Pipo Derani na Pro Mazda

  1. Como ficarao os “nossos” pilotos pra 2014 em geral?? Será q todos terao que se naturalizar russos pra seguir a carreira????? (Gira mondo, gira)!

    Curtir

      1. A team Pelfrey já alinhou três carros em 2012 e em algumas corridas desse ano tbm, às vezes vão com três carros ano que vem…

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s