Os carros da F1 esperavam Kvyat após a vitória
Os carros da F1 esperavam Kvyat após a vitória

Quando Daniil Kvyat chegou ao pit-lane após ter vencido a primeira corrida da etapa de Abu Dhabi – e consequentemente o título – da GP3, uma cena marcou exatamente o que estava acontecendo naquele momento. Após receber os cumprimentos pelo triunfo, o russo caminho do local em que estavam os carros da categoria de acesso em direção às máquinas da F1.

É verdade que havia uma simples explicação para isso. Como a entrada do pódio fica após o Parque Fechado da F1, ele não tinha como evitar os carros. Mas foi a simbologia perfeita da fase que o russo vive na carreira.

Independentemente de ser cedo para que Kvyat faça a transição para a categoria principal, é inegável que ele mereceu conquistar o título da GP3. Nas últimas três etapas do certame, o piloto da MW Arden marcou duas pole-position e conquistou três vitórias na corrida 1, além de cravar três melhores voltas.

Os 89 pontos somados nesse período foram o suficiente para que ele tirasse a diferença que o separava de Facu Regalia e conquistasse o título com 30 de vantagem.

Mas mais importante que isso foi o desempenho em Abu Dhabi. Como o anúncio da Toro Rosso foi na semana passada, todas as atenções da prova estavam voltadas a Kvyat. Ainda ocupando a segunda colocação do campeonato, o russo estava mais pressionado que nunca.

No entanto, ele não se incomodou com nada disso. No melhor estilo Sebastian Vettel, o piloto disparou na liderança da prova e jamais foi alcançado pelos adversários, recebendo a bandeira quadriculada após 13 voltas e com 4s6 de vantagem para Alexander Sims. Na celebração, teve direito a número com dedo e tudo.

Se Kvyat ainda tem um longo caminho pela frente até conseguir a superlicença e estrear na F1 no ano que vem, ao menos de parte da desconfiança ele já conseguiu se livrar. Por mais que António Félix da Costa ainda seja apontado como candidato ideal à vaga na Toro Rosso, a ideia de promover o campeão da GP3 – e da forma como foi – já não parece mais tão absurda.