A Hitech teve bons motivos para comemorar em Tarumã
A Hitech teve bons motivos para comemorar em Tarumã

Eu já comentei aqui no World of Motorsport que Felipe Guimarães vem tendo mais dificuldades do que deveria na temporada 2013 da F3 Sudamericana. Desde o começo do ano, já tinha ficado claro que o piloto radicado em Brasília estava um nível acima do restante do grid da categoria, mas, mesmo assim, ele chegou a perder a liderança do campeonato para Raphael Raucci, devido a quebras e abandonos.

Entretanto, a situação foi bem diferente no último fim de semana, em Tarumã, na disputa da sétima etapa. Embora Guimarães tenha perdido a pole-position para Bruno Etman, o piloto da Hitech se recuperou e venceu as duas baterias. Como Raucci não foi bem – incluindo um abandono na prova complementar –, Felipe disparou na liderança do campeonato, com 220 pontos, contra 186 do adversário.

Mais do que a liderança isolada na tabela, os dois triunfos no Rio Grande do Sul colocaram Guimarães como o sétimo piloto do mundo que mais venceu em 2013, segundo o site Driver Database. Ele já soma 15 vitórias no ano e perde apenas para nomes como Dan Cammish e Kyle Busch.

Antes de mais nada, há um problema com a metodologia do site. Ele funciona mais ou menos como a Wikipedia, então qualquer pessoa pode adicionar resultados lá. Ou seja, enquanto alguns campeonatos amadores dos Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia têm ampla cobertura, torneios da mesma proporção em outros lugares do mundo são ignorados. Portanto, é bem possível que mais pilotos ao redor do globo tenham superado a marca de 15 triunfos.

Isso, no entanto, não tira o mérito do brasileiro. Pelo contrário, como o site é aberto para resultado de qualquer campeonato, ele acaba atrás de gente como Donny Schatz, Pierre Tonetti, Billy Balog e Jonathan Allard, completos desconhecidos do grande público. Muitos desses pilotos correm de Sprint Cars e World of Outlaws, tendo disputado quase uma centena de corridas no ano.

Felipe Guimarães venceu a 15ª no ano
Felipe Guimarães venceu a 15ª no ano

Voltando a Guimarães, das 15 vitórias no ano, 11 vieram na F3 Sudam, outras duas no F3 Brazil Open e mais duas na F3 Inglesa. Como participou de 30 provas neste ano, o aproveitamento é de 50%.

E Felipe não foi o único piloto da Hitech que pôde comemorar em Tarumã. Quem também teve um desempenho positivo foi Gustavo Myasava. Após um começo de campeonato irregular, o cascavelense chegou a liderar uma das sessões de treinos livres e ainda terminou as duas corridas na segunda colocação, ficando apenas 1s atrás de Guimarães na primeira bateria.

Curiosamente, o melhor resultado de Myasava na F3 veio exatamente um ano depois de estrear na MRF 2000, na Índia, onde ele disputou a temporada regular em 2013.